Ponte Preta vacila e cede empate ao Mirassol no Paulistão: 3 a 3

Time de Campinas começou arrasador, mas foi surpreendido e perdeu a chance de entrar no G-8

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2012 | 21h51

MIRASSOL - A Ponte Preta levou um susto neste sábado. Após abrir 3 a 1 sobre o Mirassol, fora de casa, pela sétima rodada do Campeonato Paulista, o time de Campinas vacilou em campo, cedeu o empate e ficou perto de levar a virada no placar.

O resultado teve sabor de derrota para a Ponte, que chegou ao terceiro jogo sem vitória e se encontra na sexta colocação, com 11 pontos, podendo perder algumas posições no complemento da rodada. Já o Mirassol vem logo atrás, em nono lugar, com nove pontos. O time vinha embalado com duas goleadas seguidas e perdeu a chance de entrar no G-8.

Com cinco mudanças em relação ao time que enfrentou o Catanduvense na última rodada, a Ponte começou a partida de forma arrasadora e abriu o placar logo aos três minutos. Bruno Nunes recebeu de Cicinho, dominou e soltou a bomba no canto de Fernando Leal. Logo depois, Renato Cajá bateu com muito veneno e obrigou o goleiro a dar rebote nos pés do atacante Bruno Nunes, que apenas completou e marcou seu segundo gol na partida.

Depois, o Mirassol tentou diminuir em chutes de Márcio Careca e Sérgio Manoel, mas parou em boas defesas de Lauro. Na base do contra-ataque, o time campineiro ainda teve duas oportunidades, mas sem sucesso.

O segundo tempo também começou bastante movimentado, mas quem balançou as redes foi o Mirassol. Logo aos três minutos, Alex Silva cobrou falta no travessão e Borebi aproveitou o rebote para completar para as redes, diminuindo o placar.

Na sequência, a Ponte jogou uma ducha de água fria no Mirassol. Márcio Diogo aproveitou rebote de Fernando Leal, driblou um zagueiro e bateu novamente na saída do goleiro, aos 12 minutos: 3 a 1.

O time da casa, porém, pressionou a equipe de Campinas e buscou o empate. Aos 19, Igor desviou levantamento na área e descontou. Três minutos depois, Lauro saiu mal do gol e o mesmo Igor aproveitou para marcar novamente, igualando o marcador. No final, os dois times tiveram chances, mas os goleiros asseguraram o empate.

O Mirassol volta a campo no próximo sábado contra o Santos, às 18h30, novamente no Estádio José Maria de Campos Maia, pela oitava rodada. A Ponte Preta retorna ao Estádio Moisés Lucarelli depois de duas partidas como visitante na sexta-feira. O adversário será o Oeste, às 19h30.

MIRASSOL 3 X 3 PONTE PRETA

MIRASSOL - Fernando Leal; Eric (Samuel), Igor, Dezinho e Márcio Careca; Sérgio Manoel, Alex Silva, Gilsinho (Preto) e Xuxa; Henrique Dias (Malaquias) e Borebi. Técnico: Ivan Baitello.

PONTE PRETA - Lauro; Cicinho, Ferrón, Gian e Renan; Xaves, João Paulo (Agenor), Renato Cajá e Enrico (Gerson); Márcio Diogo (Rodrigo Pimpão) e Bruno Nunes. Técnico: Gilson Kleina.

Gols - Bruno Nunes, aos 3 e aos 6 minutos do primeiro tempo. Borebi, aos 3, Márcio Diogo, aos 12, Igor, aos 19 e aos 22 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Henrique Dias, Renato Cajá, Gilsinho, Fernando Leal, Cicinho, Renan, Malaquias, Eric e Agenor.

Árbitro - Márcio Roberto Soares.

Renda - R$ 11.432,00.

Público - 1.246 pagantes.

Local - Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.