Ponte Preta vacila e só empata com Rio Claro

Depois de ter aberto a vantagem de 2 a 0 no placar, a Ponte Preta acabou empatando com o Rio Claro por 2 a 2, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O jogo foi válido pela 16ª rodada do Paulistão.

AE, Agencia Estado

24 de março de 2010 | 21h40

Com o empate em casa, a Ponte Preta foi aos 25 pontos e se manteve na briga pela vaga nas semifinais do Paulistão. Já o Rio Claro, agora com 18 pontos, continua correndo um certo risco de rebaixamento.

O esquema tático 4-4-2 armado pelo Rio Claro não funcionou bem. O time ficou muito atrás e permitiu espaços para que a Ponte Preta pressionasse. Assim, a equipe de Campinas criou as melhores chances.

O primeiro gol veio aos 33 minutos, quando Fabiano Gadelha cobrou escanteio com efeito, o zagueiro Diego se antecipou à defesa e desviou de cabeça: 1 a 0 para a Ponte Preta.

Na volta para o segundo tempo, a Ponte Preta ampliou a vantagem logo aos oito minutos, com Fabiano Gadelha. Mas o Rio Claro teve forças para reagir e buscar o empate num jogo que parecia perdido.

Aos 20 minutos, Mirandinha desceu pela esquerda e cruzou para Osny, que ajeitou de cabeça para o chute forte de Edu Sales, diminuindo para o Rio Claro. E o empate saiu aos 25, quando Mirandinha aproveitou lançamento e fez 2 a 2.

Na 17ª rodada do campeonato, os dois times jogam no sábado. A Ponte Preta visita o São Caetano, enquanto o Rio Claro recebe o Bragantino.

FICHA TÉCNICA:

Ponte Preta 2 x 2 Rio Claro

Ponte Preta - Eduardo Martini; Marcos Rocha, Diego, Léo Oliveira e Vicente; Deda (Renato Gonzalez), Danilo Portugal (Guilherme), Pirão e Tinga; Fabiano Gadelha (Marcelo Soares) e Finazzi. Técnico - Sérgio Guedes.

Rio Claro - Sidney; Murilo, Odair Lucas, Luciano e Marco Aurélio (Mirandinha); Walker, Danilo Avelar, Henrique (Adriano) e Diego Perini; Edu Sales (Nelinho) e Osny. Técnico - Agnaldo Liz.

Gols - Diego, aos 33 minutos do primeiro tempo; Fabiano Gadelha, aos 8, Edu Sales, aos 20, e Mirandinha, aos 25 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Rodrigo Braghetto.

Cartões amarelos - Murilo e Diego.

Renda - R$ 21.576,00.

Público - 3.608 pagantes.

Local - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.