Ponte Preta vai à Bahia contra jejum e pelo Palmeiras

Quis o destino que o futuro do técnico Gilson Kleina, hoje no Palmeiras, dependesse de seu ex-clube, a Ponte Preta. Quase dois meses após a saída do treinador, o time de Campinas tem em suas mãos a chance de oferecer sobrevida aos palmeirenses no Campeonato Brasileiro. Para isso, terá de quebrar uma sequência negativa como visitante contra o Bahia, neste domingo, às 17 horas (de Brasília), no estádio de Pituaçu, em Salvador, pela 36.ª rodada.

AE, Agência Estado

18 de novembro de 2012 | 09h42

Apesar da possibilidade de manter o Palmeiras vivo, a Ponte Preta rechaça a ideia de ajudar o rival paulista. O discurso da comissão técnica e dos jogadores é de focar nos objetivos do próprio clube. "O Kleina é um grande profissional e devo muito a ele. Mas nós temos que pensar na Ponte", afirmou o lateral-direito Cicinho, lançado pelo treinador e que nesta semana esteve no centro do noticiário, apontado como provável reforço do Fluminense para 2013.

Há uma semana, Gilson Kleina chegou a revelar que ligaria para alguns de seus ex-comandados para pedir uma "ajuda". Afinal, além do Bahia, a Ponte Preta fará, na última rodada, o duelo contra a Portuguesa, outro concorrente na luta contra o rebaixamento. Para sair matematicamente desta briga, a equipe de Campinas depende apenas de um empate. Tem 46 pontos contra 37 do Sport, o primeiro dentro da faixa de descenso.

Apesar disso, durante a semana o técnico Guto Ferreira, que renovou contrato até o final de 2013, ignorou as chances matemáticas. O treinador faz uma campanha de altos e baixos. Apesar de manter os 100% de aproveitamento em casa, com quatro vitórias, perdeu os cinco como visitante. Com isso, o time está sem vencer fora desde a 22.ª rodada, quando bateu o Flamengo por 1 a 0, em Volta Redonda (RJ).

Para encerrar esta marca, o técnico terá todo o time à disposição. O atacante Luan, que estava suspenso, retorna ao time titular na vaga de Rildo. Já o meia Marcinho, recuperado de contusão, deve voltar para compor o banco de reservas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.