PontePress/Álvaro Jr.
PontePress/Álvaro Jr.

Ponte Preta vence, afunda Botafogo-SP e segue com chances no Paulistão

Equipe de Campinas chega aos 13 pontos com vitória no estádio Moisés Lucarelli, por 2 a 1

Redação, Estadão Conteúdo

04 de março de 2019 | 22h18

A Ponte Preta segue na briga com o Red Bull Brasil por uma vaga nas quartas de final do Campeonato Paulista. O clube campineiro derrotou o Botafogo-SP pelo placar de 2 a 1, em partida realizada na noite desta segunda-feira, no estádio Moisés Lucarelli, pelo encerramento da 9ª rodada.

Com o resultado, a Ponte Preta segue na terceira posição do Grupo A, com 13 pontos, cinco a menos do que o Red Bull Brasil. Líder da chave, o Santos já está classificado, com 22. O Botafogo aparece na zona de rebaixamento e também na lanterna do Grupo D, com apenas quatro pontos.

O visitante chegou a dominar o primeiro tempo, mas se comportou como um time que já não tem tanta confiança, errou lances bobos e não conseguiu transformar a superioridade em gol. A primeira grande chance foi aos 18 minutos. Pará achou Pimentinha na marca do pênalti. O atacante furou feio. No lance seguinte, Rafael Costa apareceu com perigo e exigiu grande defesa do goleiro Ivan.

A Ponte Preta foi equilibrando as ações apenas na parte final. Aos 32 minutos, Thalles recebeu dentro da área e mergulhou para a defesa de Darley. Mas aos 44, não teve jeito. Diego Renan fez grande jogada pelo lado esquerdo de campo e cruzou para Hugo Cabral. O atacante só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

O gol acabou liquidando qualquer chance do Botafogo de buscar uma reação no primeiro tempo. Mas precisou de apenas três minutos na etapa final para deixar tudo igual. Pará cruzou, Ivan errou o tempo da bola e Rafael Costa apareceu livre atrás do goleiro para cabecear para o gol.

Após levar o gol, a Ponte Preta empurrou o Botafogo para a defesa e passou a pressionar. Aos oito minutos, Diego cruzou para Edson, que mandou no travessão. Aos 12, fez o segundo gol. Matheus Oliveira deixou Pará para trás e chutou. Darley deu rebote para Matheus Vargas fazer mais um.

O visitante ainda esboçou uma reação aos 16 minutos. Erick Luis foi acionado em velocidade e acabou derrubado pelo goleiro Ivan: pênalti. Nadson foi para a cobrança e viu o goleiro se recuperar e fazer a defesa do lado direito para evitar o empate.

O time de Ribeirão Preto acabou sentindo o erro, viu a Ponte Preta crescer e acabou não tendo forças para reagir e evitar a derrota. A melhor jogada dos minutos finais do duelo foi com Thalles, que mandou rente ao gol de Darley.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta o Bragantino na sexta-feira, às 18h45, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. No domingo, às 19h, a Ponte Preta visita o São Bento no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 2 x 1 BOTAFOGO-SP

PONTE PRETA - Ivan; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan; Edson, Gerson Magrão, Tiago Real (Matheus Oliveira) e Matheus Vargas; Hugo Cabral (Júlio César) e Thalles (Nathan). Técnico: Jorginho.

BOTAFOGO-SP - Darley; Bruno José, Ednei, Naylhor e Pará; Evandro, Marlon Freitas, Nadson (Bruno Moraes) e Renan Oliveira (Erick); Pimentinha (Willian Oliveira) e Rafael Costa. Técnico: Roberto Cavalo.

GOLS - Hugo Cabral, aos 44 minutos do primeiro tempo. Rafael Costa, aos três e Matheus Vargas, aos 12 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Diego Renan (Ponte Preta); Pará (Botafogo).

ÁRBITRO - Vinícius Furlan.

RENDA - R$ 37.115,00.

PÚBLICO - 1.868 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.