Ponte Preta vence Coritiba e assegura sua melhor campanha nos pontos corridos

Equipe de Campinas fica com a oitava colocação com vitória por 2 a 0

Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2016 | 19h42

A Ponte Preta fez em 2016 sua melhor campanha desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado com 20 clubes e em pontos corridos. O fato foi consumado depois da vitória sobre o Coritiba por 2 a 0, no Estádio Moisés Lucarelli, neste domingo, pela 38.ª rodada. De quebra, William Pottker se sagrou artilheiro ao lado de Fred, do Atlético-MG, e Diego Souza, do Sport, todos com 14 gols.

Classificada para a Sul-Americana do ano que vem, a Ponte Preta terminou na oitava colocação, com 53 pontos, dois a mais que o ano passado, garantindo uma premiação de R$ 1.950 milhão. Já o Coritiba terminou fora da zona de classificação para a competição internacional como 15.º colocado, com 46 pontos.

Jogando em casa, a Ponte Preta dominou o primeiro tempo e criou pelo menos três boas oportunidades para abrir o placar, enquanto Aranha não fez sequer uma defesa difícil. Na melhor chance, Ravanelli recebeu dentro da área e bateu cruzado. Com as pontas dos dedos, Rafael Martins mandou para escanteio. Por muito pouco Rhayner não completou de carrinho.

A superioridade se converteu em gol no segundo tempo. Aos 14 minutos, William Pottker abriu o placar de pênalti depois de ter sido derrubado por Rafael Martins dentro da área. Cinco minutos depois, Ravanelli aproveitou cruzamento de Nino Paraíba e completou de cabeça para o fundo das redes.

Esta foi a primeira vitória do técnico Felipe Moreira, efetivado após a saída de Eduardo Baptista que aceitou proposta do Palmeiras. O jogo também ficou marcado como a aposentadoria do árbitro gaúcho Francisco de Paula dos Santos Silva Neto. Ele deixou sua auxiliar dar o apito final da partida.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 2 X 0 CORITIBA

PONTE PRETA - Aranha; Nino Paraíba, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Breno Lopes; Matheus Jesus, Wendel e Ravanelli; William Pottker, Zé Roberto (Léo Cereja) e Rhayner. Técnico: Felipe Moreira.

CORITIBA - Rafael Martins (William Menezes); Dodô, Walisson Maia, Romércio e Geovane; Julio Rusch (Carvalho), Ícaro, Yan (Ruy) e Bernardo; Iago e Vinícius. Técnico: Paulo César Carpegiani.

GOLS - William Pottker, pênalti, aos 14 e Ravanelli aos 19 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Francisco de Paula dos Santos Silva Neto (RS).

CARTÕES AMARELOS - Walisson Maia (Coritiba).

RENDA - R$ 23.445,00.

PÚBLICO - 3.095 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.