Ponte Preta vence Criciúma por 3 a 0 no último jogo em Campinas

Agora, equipe paulista terá que atuar dez vezes seguidas longe do seu estádio

AE, Agência Estado

13 de agosto de 2011 | 18h51

CAMPINAS - A Ponte Preta continua firme em sua caminhada rumo à elite do futebol brasileiro. Na tarde deste sábado, o time venceu o Criciúma por 3 a 0, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 16.ª rodada da Série B, mantendo a segunda colocação no campeonato.

Foi a última partida da Ponte Preta em seu estádio antes de começar a cumprir a pena de dez jogos sem mando de campo, conforme determinou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por causa dos incidentes ocorridos no Moisés Lucarelli no dérbi com o Guarani.

Com a vitória em casa, a Ponte Preta chegou aos 32 pontos, a quatro da líder Portuguesa. Já o Criciúma, que teve a estreia do técnico Mauro Fernandes, segue com os mesmos 23 pontos, um pouco mais longe do G4, o grupo que garante o acesso à divisão de elite.

Atuando com dois meias de criação, a Ponte Preta fez um bom primeiro tempo e conseguiu construir uma excelente vantagem. Renato Cajá e Renatinho atuaram juntos como titulares pela primeira vez e logo aos quatro minutos a nova dupla já conseguiu mostrar do que será capaz.

Após boa jogada entre Renato Cajá e Renatinho, a bola chegou até Ricardo Jesus, que deu um lindo passe e deixou Renatinho em boa situação para abrir o placar: 1 a 0.

O segundo gol saiu ainda no primeiro tempo. Aos 23 minutos, Ricardo Jesus aproveitou falta cobrada por João, dominou no peito dentro da área e quase caído mandou no canto esquerdo do gol. Esse foi o 12º gol do artilheiro isolado da Série B.

No segundo tempo, a Ponte Preta passou a administrar a vantagem e viu o Criciúma ameaçar. Aos 11 minutos, Aloísio cobrou falta colocada e acertou o travessão, quase diminuindo o placar para o time catarinense.

Mas, contando com um jogador a mais em campo desde aos 16 minutos, quando Aloísio foi expulso, a Ponte Preta chegou ao terceiro gol já nos acréscimos. Aos 46, Renato Cajá deu um passe sensacional para Uendel, que dominou já dentro da área e encobriu o goleiro Andrey.

Agora, pela 17.ª rodada da Série B, que acontece toda na próxima terça-feira, a Ponte Preta encara o Boa em Varginha (MG) e o Criciúma recebe o Vitória.

PONTE PRETA - 3 - Júlio César; Guilherme, Leandro Silva, Ferrón e Uendel; Xaves, João, Renato e Renatinho (Márcio Diogo); Ricardinho (Mancuso) e Ricardo Jesus (Lúcio Flávio). Técnico - Gilson Kleina

CRICIÚMA - 0 - Andrey; Fábio Santana, Toninho, Anderson Conceição e William Massari; Henik, Baraka, Doriva (Roni) e Aloísio; Adeilson (Bruno Meneghel) e Zé Carlos. Técnico: Mauro Fernandes

Gols - Renatinho, aos 4, e Ricardo Jesus, aos 23 minutos do primeiro tempo; Uendel, aos 46 minutos do segundo tempo; Árbitro - Francisco Carlos Nascimento (AL); Cartões amarelos - Adeilson, Doriva e Fábio Santana; Cartões vermelhos - Aloísio e João; Renda - R$ 48.930,00; Público - 6.229 pagantes; Local - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.