Ponte Preta vence e continua na Série A

Diferente do futebol que vinha mostrando nas últimas rodadas, a Ponte Preta foi determinada ao vencer o rebaixado e desanimado Brasiliense, por 3 a 1, neste domingo à tarde, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. A vitória deixou o time campineiro com 51 pontos, na modesta 18.º posição, mas livre do rebaixamento, carimbando seu passaporte para a Série A em 2006. O time de Brasília, com apenas 41 pontos, fechou a temporada com a indesejada lanterna nas mãos.A Ponte precisava do empate para evitar o rebaixamento, mas saiu logo na frente, com Evando, aos 10 minutos. Ele recebeu de Tico, percebeu o goleiro adiantado e tocou por cima. O time campineiro continuou atento em campo e ampliou o placar, aos 27 minutos, quando Élson chutou de fora, o goleiro rebateu e Luciano Baiano fez o passe açucarado para Izaías chutar forte. A bola tocou no pé da trave e entrou. O curioso é que Izaías tinha acabado de substituir Tico, que deixou o campo machucado."Nosso time está muito para baixo, caído... É difícil levantar o moral dos jogadores", lamentou na volta do intervalo o técnico Márcio Bittencourt, do Brasiliense, que também se diz "meio-campeão" pelo Corinthians, seu ex-clube. Ele dirigiu o time paulista por 23 partidas do Campeonato Brasileiro, com 15 vitórias, quatro empates e quatro derrotas. O Brasiliense diminuiu aos 16 minutos, quando Preto cometeu pênalti sobre Joãozinho. Na cobrança Marcelinho Carioca tocou com efeito, no meio do gol: 2 a 1. O meia Élson, com uma entrada violenta, foi expulso e deixou a Ponte com um homem a menos em campo. O time visitante ainda deu trabalho, criou outras chances, mas sofreu o terceiro gol já nos acréscimos, aos 46 minutos. Após receber de Izaías, o lateral Rissut chutou de longe e o goleiro França aceitou, fechando o placar.

Agencia Estado,

04 de dezembro de 2005 | 19h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.