Ponte Preta vence o Santos e deixa zona de rebaixamento do Brasileirão

Com gol de Rildo no segundo tempo, time campineiro bate visitantes por 1 a 0 em casa

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

27 de julho de 2013 | 23h05

CAMPINAS - Chegou ao fim neste sábado a série de seis jogos sem derrota do

No oitavo lugar com 12 pontos, o Santos agora viaja para enfrentar o Barcelona, sexta, no Camp Nou, na estreia de Neymar pelo novo clube. A Ponte, que está no 12º lugar, com 10 pontos, saiu da zona de rebaixamento. Na quarta, visita o Coritiba. A equipe tem um jogo a menos, uma vez que o confronto contra o Atlético-MG, no fim de semana passado, foi adiado.

Com o resultado em Campinas e a vitória do Atlético-PR sobre a Portuguesa, mais cedo, São Paulo e Flamengo, os dois maiores campeões do Brasileiro, entraram na zona de rebaixamento, fazendo companhia a Portuguesa e Náutico.

O JOGO

Apesar do público de certa forma decepcionante, Santos e Ponte Preta fizeram um bom primeiro tempo em Campinas, com as duas equipes tendo chances reais de abrir o placar, o que só viria a acontecer na volta para a segunda etapa.

A primeira boa chance foi santista, com Giva, de cabeça. Por pouco Neilton não conseguiu o desvio em seguida, para empurrar para dentro. Já a Ponte Preta poderia ter aberto o placar de pênalti não fosse um erro do árbitro Leandro Bizzio Marinho, que não marcou falta quando Léo atropelou Artur na área.

Em boa fase, Aranha também impediu que o placar mudasse. Aos 20 minutos, ele se esticou todo para fazer grande defesa em cabeceio de William. O atacante também fez a parte dele para levar o jogo em 0 a 0 para o intervalo, desperdiçando chance incrível, sozinho, na pequena área. Após cruzamento da esquerda, ele atuou como zagueiro e mandou para longe.

Mais ofensivo, com Luis Advíncula no lugar de Artur e Giovanni na vaga de Éverton Santos, o time da casa finalmente abriu o placar aos 4 minutos do segundo tempo. Aranha tentou lançar Giva no campo de ataque, mas Diego Sacoman deu carrinho no meio-campo e fez o desarme. Por sorte dele, a bola foi direto até a área santista. Rildo dominou já driblando Edu Dracena e bateu e bateu sem chances para o goleiro.

Atrás no placar, o Santos foi se lançando ao ataque aos poucos, com as entradas de Cicinho, Willian José e Gabriel. Principalmente nos minutos finais, a equipe santista frequentou bastante o campo de defesa da Ponte, mas assustou pouco. Digna de nota, apenas uma testada de Cícero para fora e um chute de Gabriel que passou por cima do travessão.

O que não faltou, porém, foi polêmica. Aos 13 minutos, o árbitro anulou um gol de William José por impedimento, mas o atacante parecia na mesma linha do penúltimo defensor no momento do passe. Já o Santos ficou reclamando de uma suposta falta de Adivíncula sobre Neilton na área.

PONTE PRETA 1 X 0 SANTOS

PONTE PRETA - Roberto; Artur (Luis Adivícula), Ferron, Diego Sacoman Uendel; Baraka, Luis Ramírez e Chiquinho; William, Éverton Santos (Giovanni) e Rildo (Magal). Técnico - Paulo César Carpegiani.

SANTOS - Aranha; Rafael Galhardo (Gabriel), Edu Dracena, Durval e Léo; Leandrinho (Cicinho), Arouca, Cícero e Montillo; Giva (Willian José) e Neilton. Técnico - Claudinei Oliveira (interino)

GOL - Rildo, aos 4 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Leandro Bizzio Marinho (SP).

CARTÕES AMARELOS - Cicinho e Diego Sacoman.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.