Ponte Preta vence Paraná e se isola na vice-liderança

A Ponte Preta conquistou a sua reabilitação na Série B do Brasileiro. Após a derrota em casa para o Bragantino na última rodada, o time de Campinas ganhou do Paraná por 1 a 0, na noite desta terça-feira, no Estádio Durival Britto, em Curitiba. E, com isso, ficou isolado na vice-liderança do campeonato.

AE, Agência Estado

27 de julho de 2011 | 00h08

Ponte e Paraná entraram na 13ª rodada do campeonato com os mesmos 23 pontos, dividindo a segunda colocação, atrás da líder Portuguesa. Agora, o time de Campinas está com 26 pontos, deixando o rival ainda com 23, na terceira posição.

A vitória desta terça-feira ainda encerra um jejum de sete anos em que a Ponte não vencia o adversário na cidade paranaense. A última vez tinha sido em 23 de maio de 2004, por 1 a 0. Foi também a primeira derrota do Paraná como mandante nesta edição da Série B.

O primeiro tempo foi bastante equilibrado, mas o Paraná levou mais perigo. Com a defesa da Ponte atuando de forma segura e sem dar espaços, o time paranaense se viu obrigado a tentar com os chutes de longa distância, principalmente com Jefferson Maranhão e Rone Dias.

A Ponte, por sua vez, passou a arriscar somente após os 40 minutos, mas não criou chances claras para abrir o placar no primeiro tempo.

Na etapa final, a Ponte voltou melhor, mas viu o Paraná mandar uma bola na trave aos 31 minutos, quando Cris desviou de cabeça. Apesar disso, o time paulista chegou ao gol da vitória aos 35. Renatinho invadiu a área pelo lado direito e chutou forte. O goleiro Zé Carlos defendeu, mas deu rebote, que o próprio Renatinho aproveitou para fazer 1 a 0.

Agora, pela 14ª rodada da Série B, os dois times voltam a campo no sábado. E a Ponte enfrenta justamente a Portuguesa, em Campinas, num duelo que vale a liderança do campeonato. Já o Paraná visita o São Caetano.

FICHA TÉCNICA:

Paraná 0 x 1 Ponte Preta

Paraná - Zé Carlos; Brinner, Cris, Luciano Castán e Lima; Júnior Urso, Serginho (Júlio César), Cambará e Rone Dias (Oliveira); Jéfferson Maranhão (Borebi) e Giancarlo. Técnico - Roberto Fonseca.

Ponte Preta - Júlio César; Guilherme, Ferrón, Wellinton e Uendel; Xaves, Gerson (Wescley), João e Renatinho; Ricardinho (Lúcio Flávio) e Ricardo Jesus (Márcio Diogo). Técnico - Gilson Kleina.

Gol - Renatinho, aos 35 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Jean Pierre Gonçalves Lima (RS).

Cartões amarelos - Wescley, Guilherme, Lúcio Flávio.

Cartões vermelhos - Ferron, Luciano Castán e Cris.

Renda - R$ 199.090,00.

Público - 9.889 pagantes.

Local - Estádio Durival Britto, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.