Ponte Preta vence terceira seguida e sobe na tabela

A Ponte Preta confirmou sua ascensão dentro do Campeonato Paulista ao chegar à sua terceira vitória consecutiva. Neste domingo à noite, no Estádio Moisés Lucarelli, venceu o América, por 3 a 2, pela 13.ª rodada. Desde dia 2 de maio de 1998 que o time campineiro não vencia em casa o adversário e o resultado deixou a Ponte com 20 pontos, em oitavo lugar, portanto, pela primeira vez no bloco dos classificados. O time de Rio Preto, continua com 16 pontos, em 13.º lugar. Apesar da vitória, a Ponte não jogou tão bem e o América, mesmo com algumas deficiências, poderia ter chegado ao empate. A equipe alvinegra saiu na frente, aos oito minutos, com Anderson Luís. A defesa perdeu a bola, João Marcus roubou e tocou para o chute forte de Anderson. O América não desanimou e empatou, aos 22 minutos, quando Denis não cortou o cruzamento e Jéferson saltou para tocar de cabeça. A Ponte retomou o placar aos 38 minutos. Roger foi até o fundo e fez o cruzamento, com Anderson dando um leve toque para a finalização de Héverton. No segundo tempo, o América voltou melhor. Até criou algumas chances para empatar, mas de tanto errar acabou castigado. Aos 30 minutos, João Marcos marcou o terceiro para o time ponte-pretano. Anderson Luís e Castor trocaram passes e a bola sobrou para o chute de João Marcos, que saiu fraco, mas desviou na defesa. O América diminuiu aos 36 minutos, quando Felipe aproveitou o cruzamento na pequena área. Os últimos minutos, debaixo de muita chuva, foram de sufoco. A Ponte teve sorte para vencer. Na 14.ª rodada, sábado, dia 17, a Ponte Preta vai enfrentar o São Paulo, no Morumbi. No mesmo dia, o América atua fora de casa contra o São Caetano. PONTE PRETA 3 x 2 AMÉRICA Ponte Preta - Denis; André Cunha, Zacarias, Émerson e Fernando (Johnathan); Ricardo Conceição, João Marcos, Thiago Carpini (Ismael) e Héverton (Castor); Roger e Anderson Luís. Técnico: Nelsinho Baptista. América - André Zuba; Eduardo Luís, Mateus e Marcos Paulo; Du (Felipe), Doriva, Marco Antônio, Jéferson e Adriano Peixe; Vélber (Reginaldo) e Pedro Henrique (Luiz Henrique). Técnico: Heriberto da Cunha. Gols - Anderson Luís, aos 8, Jéferson aos 22 e Héverton aos 38 minutos do primeiro tempo. João Marcos aos 30 e Felipe aos 36 minutos do segundo tempo. Árbitro - Flávio Rodrigues de Souza. Cartões amarelos - Castor, Anderson Luís, Ismael, Eduardo Luis e Felipe. Renda - R$ 23.877,00. Público - 2.900 pagantes. Local - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.