Ponte Preta veta árbitro "boca suja"

A Ponte Preta quer impedir que o árbitro Paulo César de Oliveira apite seus jogos neste Campeonato Paulista. O clube de Campinas garante ter sido prejudicado no empate com o São Paulo por 2 a 2, no sábado, e ainda acusa o juiz de ter a ?boca suja?, pois ele teria xingado os jogadores durante toda a partida realizada no Moisés Lucarelli."Vamos levar farto material para o próprio presidente Eduardo José Farah, com fitas de vídeos e gravações de emissoras de rádios", prometeu o vice-presidente de futebol da Ponte, Marco Antonio Eberlim, responsabilizando o árbitro pelo empate em casa. O dirigente revelou que irá visitar a Federação Paulista de Futebol nesta terça-feira, quando fará o protesto formal.Além de evitar novos problemas com Paulo César de Oliveira, a Ponte teme alguma represália do árbitro, que deixou Campinas, sábado, prometendo "escrever tudo" em seu relatório.O pivô do problema com o árbitro foi o meia Piá, expulso no final do jogo com o São Paulo, e que jura ter sido ameaçado por Paulo César de Oliveira. "Ele já vinha pegando no meu pé desde o dérbi, quando disse que um dia me expulsaria no Majestoso (estádio Moisés Lucarelli). Ele ficou o tempo todo me provocando, xingando, dizendo que ia me expulsar e me ferrar", reafirmou o jogador da Ponte, que recebeu total apoio do técnico Nelsinho Baptista."Este juiz deve ser advertido. Uma hora ele apanha de algum jogador, de tanto que provoca o pessoal em campo. E vai apanhar feio porque ele é muito fraco", avisou Nelsinho, irritado por perder pontos preciosos dentro de casa.O empate e a perda do ponto extra nos pênaltis foram os dois primeiros pontos perdidos pela Ponte dentro do seu estádio, o Majestoso. Até então, a equipe tinha 100% de aproveitamento em casa, com quatro vitórias. O time de Campinas também deixou escapar a chance de assumir a liderança do Paulistão, embora esteja com 14 pontos, um a menos do que os líderes Rio Branco e São Caetano.O próximo jogo da Ponte será contra a lanterna Matonense, em Matão. Elivélton e Piá, expulsos contra o são Paulo, são desfalques certos. Em compensação, o zagueiro Ronaldão e o atacante Washington voltam ao time depois de cumprirem suspensão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.