Ponte prioriza contratação de técnico

A escolha de um técnico é a prioridade da Ponte Preta para começar a temporada de 2004. Único clube do Campeonato Paulista da Série A-1 a não definir seu comandante, a direção do time campineiro promete tomar uma decisão até segunda-feira, dia 5, quando seus jogadores vão se apresentar. Na verdade, por enquanto, o elenco só conta com 12 profissionais. O perfil do novo técnico já está definido. Precisa ser alguém que conheça a estrutura do clube e goste muito de usar jovens. Uma das opções é Estevam Soares, que teve boa passagem pelo clube em 1999 e que saiu, de forma estranha, após a contratação de Nelsinho Baptista. Neste ano, Soares dirigiu o Olimpic, campeão do Líbano. Pardal também está na relação, por ser de Campinas e por ser lembrado pela campanha vitoriosa de 1977, quando ajudou o time a ascender à Série A do Campeonato Brasileiro. De repente, ganhou força no clube o nome de Marco Aurélio Moreira, que acaba de retornar do Japão, onde dirigia o Kashiwa Reysol. Ele teria que aceitar a proposta de ganhar R$ 25 mil por mês, mas abriria de novo as portas para o mercado brasileiro. O técnico começou a carreira no Majestoso, depois passou por Vitória-BA, Palmeiras e Cruzeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.