Ponte promete atacar o Figueirense

Mesmo com a Ponte Preta, líder do Campeonato Brasileiro com 23 pontos, tendo o segundo melhor ataque da competição, com 21 gols, apenas um atrás do Santos, o técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, quer melhorar o aproveitamento ofensivo. É o que ele considera necessário para vencer o Figueirense, neste sábado, em Campinas, na abertura da 12ª rodada. Sob a orientação de Vadão, a comissão técnica intensificou os trabalhos de finalização. Segundo o treinador, "a produção ofensiva deixou a desejar" na derrota para o São Caetano, no ABC. "Precisamos de mais eficiência", decretou o técnico, exigindo mais velocidade dos seus laterais, Rissut e Bruno, além da aproximação dos volantes e até mesmo de um dos zagueiros aparecendo como elemento surpresa no ataque. O trabalho, realizado na tarde desta quinta-feira, no CT do Jardim Eulina, foi intenso e cansativo, talvez para compensar a folga de quarta-feira à tarde e desta quinta pela manhã. As jogadas de bola parada, escanteios e faltas também ganharam atenção especial. Os zagueiros Rafael Santos e Galeano foram bastante acionados nos escanteios e faltas da entrada da área. "No futebol de hoje, as bolas paradas são fundamentais. Nossos zagueiros possuem boas qualidades nas bolas aéreas. Por isso, temos que aproveitar este fator", explicou Vadão. O vice-presidente Marco Antônio Eberlin confirmou que alguns olheiros do clube estão observando jogadores paraguaios, uruguaios e argentinos. No entanto, nenhum nome ainda foi procurado de maneira oficial. O objetivo é contratar um meia para suprir a ausência de Harison, negociado com o União de Leiria, de Portugal. O dirigente confirmou também que a ida do atacante Kahê para o futebol turco só não deu certo porque o empresário do artilheiro, Wagner Ribeiro, não quis pagar os US$ 250 mil que seriam da Ponte. O volante Ângelo é outro jogador que pode deixar o clube a qualquer momento. Ele foi sondado pelo Necaxa, do México, clube onde joga o lateral-esquerdo Júlio César, que defendeu a Ponte no último Campeonato Paulista. Entretanto, o próprio Eberlin garantiu que não existe nenhuma proposta oficial e que o futebol mexicano passa por um momento complicado financeiramente. Certo mesmo é que o time da Ponte Preta está confirmado para defender a liderança com Lauro; Rissut, Galeano, Rafael Santos e Bruno; Ângelo, Carlinhos, Éverton, Danilo e Evando; Kahê.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.