Ponte quer esquecer má fase em Caxias

Duas derrotas consecutivas no Torneio Rio-São Paulo, para São Paulo e São Caetano, deixaram a Ponte Preta em situação complicada dentro da competição. Mas para esquecer os tropeços, o time se concentra, a partir desta segunda-feira, no jogo contra o Juventude, em Caxias do Sul-RS, quarta-feira, pela segunda fase da Copa do Brasil. "Vai ser uma boa jogar longe da torcida para que os jogadores não sintam muita pressão", argumenta o técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão, lamentando as chances perdidas diante do São Caetano e, principalmente, as falhas cometidas pela defesa. Tanto que ele espera contar com os retornos do zagueiro Rodrigo e do ala Elivélton, ambos em recuperação no departamento médico. Por outro lado, duas ausências são certas. O volante Mineiro está suspenso pela expulsão diante do Coritiba e o artilheiro Washington já se apresentou á seleção brasileira, que na quinta-feira enfrenta a Islândia, em Cuiabá. Vadão pretende definir o time somente no coletivo de terça-feira cedo. A tendência é uma formação mais defensiva, com três zagueiros e dois volantes.

Agencia Estado,

03 Março 2002 | 20h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.