Ponte recebe Figueirense e tenta acabar com jejum

A Ponte Preta entra em campo, nesta quarta-feira, tentando acabar com um de quase oito anos sem chegar às oitavas-de-final da Copa do Brasil. Para isso, precisa superar o Figueirense, às 19h30, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, no jogo de volta da segunda fase. Em Florianópolis, ocorreu empate por 2 a 2, o que possibilita aos paulistas conseguir a classificação com uma vitória ou empate por 0 a 0 ou 1 a 1. Ao clube catarinense, resta vencer ou empatar por três gols ou mais.

AE, Agencia Estado

22 de abril de 2009 | 07h57

A última vez que a Ponte alcançou as oitavas aconteceu em 2001. Na oportunidade, a equipe chegou até as semifinais, mas acabou eliminada pelo Corinthians - o mesmo time, que tinha Washington, hoje no São Paulo, também foi às semifinais do Paulistão, caindo diante do Botafogo de Ribeirão de Preto.

O técnico Marco Aurélio optou pelo mistério e mais uma vez só divulgará a escalação nos vestiários. Sem poder contar com o lateral-direito Edílson, expulso em Florianópolis, o treinador deve improvisar o volante Guilherme, recuperado recentemente de uma luxação no cotovelo. O meia Bilu, contratado neste semana, corre por fora.

?Nós temos algumas opções e ainda estamos estudando a melhor a formação?, disse Marco Aurélio, que deve manter o mesmo time empatou com o Santo André por 1 a 1, no ABC, pelo Paulistão. Assim, apenas o atacante Márcio Mexerica fica no ataque, com apoio do meia Rogerinho. O atacante Danilo Neco, artilheiro da equipe no ano com dez gols, segue no banco porque passa por um trabalho de recuperação física.

Do outro lado, o técnico Roberto Fernandes também tenta esconder a escalação. Ele não poderá contar com o zagueiro Bruno Perone, que torceu o tornozelo no treino de segunda-feira. A vaga deve ser preenchida por Schmöller.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.