Ponte se antecipa e demite Nelsinho

O sonho do técnico Nelsinho conquistar a Copa do Brasil pela Ponte Preta acabou. Ele foi demitido pela diretoria, inconformada com seu acerto com o são Paulo em plena fase final da competição. "Se é anti-ético vocês devem julgar, mas a Ponte jamais faria o mesmo com o são Paulo", comentou, muito magoado, o vice-presidente de futebol, Marco Antonio Eberlim. Ontem, a diretoria do Tricolor anunciou a contratação de Nelsinho em substituição a Oswaldo Alvarez, demitido na semana passada. No domingo, porém, a Ponte faz o primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, contra o Corinthians. A partida de volta está marcada para o dia seis de junho. Nelsinho tentou se justificar, garantindo que se dispôs a continuar até o final da participação da Ponte na competição. "Infelizmente a notícia estourou na imprensa e ficou difícil contornar. Mas acho que meu saldo no clube é altamente positivo", disse Nelsinho, hoje pela manhã, no estádio Moisés Lucarelli.À tarde a diretoria vai apresentar o novo técnico. É Marco Aurélio, ex-técnico da própria Ponte Preta e que volta ao Majestoso credenciado pelo título da Copa do Brasil do ano passado, conquistada no Cruzeiro-MG. Por precaução, a diretoria não confirmou o nome do novo técnico antes da assinatura do contrato. "Gato escaldado tem medo de água fria", disse Erbelim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.