Ponte só quer evitar o pior em Santos

A Ponte Preta vai enfrentar o Santos, sábado à tarde, na Vila Belmiro, mas totalmente preocupada com o dérbi, o maior clássico da cidade, marcado para a 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Dentro deste raciocínio, o objetivo do técnico Nenê Santana é apenas "evitar o pior" na Baixada. O time já está praticamente definido no esquema 3-6-1. O técnico ponte-pretano tem trabalhado, desde o início da semana, para encontrar uma fórmula de parar os principais jogadores santistas. A Ponte vive sob pressão depois de sofrer duas derrotas consecutivas, para o Cruzeiro, 5 a 0, e São Paulo, 1 a 0. "O Santos é forte em qualquer circunstância, mas agora briga pela liderança e vai vir em cima da gente", prevê o técnico que não escondeu a formação do time no coletivo da tarde. Além dos três zagueiros, o time terá quatro homens no meio-campo, com dois volantes e dois meias, mas somente um atacante, provavelmente Alecsandro. A novidade deve ser Luciano Baiano, lateral direito de origem mas que deve aparecer como volante, ao lado de Romeu. "Estamos testando uma forma para deixar o time forte na marcação, mas também com algumas alternativas ofensivas", justificou Nenê.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.