Ponte só tem olhos aos concorrentes

Em total concentração para o confronto contra o Fluminense, neste sábado, às 16 horas, em Volta Redonda, a Ponte Preta também está de olho nos seus concorrentes diretos na luta por uma vaga na Copa Sul-Americana. Embora não demonstre claramente, a Ponte torce para que o São Caetano seja punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com a perda de 24 pontos, devido a polêmica morte do jogador Serginho. Caso a punição seja aplicada, o time campineiro se livraria de um adversário direto.Se o Campeonato Brasileiro acabasse hoje, o São Caetano se classificaria para a Copa Libertadores da América, mas com a punição abriria a vaga para o Palmeiras e a Ponte passaria a ser o oitavo colocado. Atualmente, a Ponte está na nona colocação, somando 61 pontos. Para a Sul-Americana se classificam do quinto ao nono colocado.Se por um lado torce contra o São Caetano, a Ponte se preocupa com o Internacional, pelo fato do time gaúcho, agora, somente se concentrar no Campeonato Brasileiro. O Colorado foi eliminado pelo Boca Juniors na Copa Sul-Americana na última quarta-feira. O time gaúcho está na 12ª colocação com 58 pontos, apenas três a menos que a Ponte.A diretoria da Ponte prometeu um prêmio em dinheiro para ser dividido aos jogadores, em caso de classificação à competição internacional. Se isso acontecer, seria a primeira vez em sua história. O valor seria de R$ 100 mil para ser rateado, mas não foi confirmado pela direção.Enquanto isso, o técnico Nenê Santana segue preparando o time para a partida contra o Fluminense. O objetivo é manter o mesmo esquema para tentar vencer. O treinador tem duas dúvidas. A primeira é na lateral-esquerda, onde Luciano Baiano e Bill disputam uma vaga. A outra é no meio-campo, posição disputada por Flávio e Lindomar.Nas demais posições, segundo o treinador, o time já está definido. "São duas posições que temos mais de duas opções para escalar. Por isso, vou testá-las e no último treinamento vou definir", afirmou o treinador, que confirmou o atacante Anselmo no lugar de Roger, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.