Ponte supera chuva, vence o Rio Preto e lidera o Paulistão

Apesar da chuva forte e do granizo, time de Campinas lidera a divisão de elite do estadual ao ganhar por 1 a 0

Agência Estado

10 de fevereiro de 2008 | 20h42

Mesmo prejudicada por uma forte chuva, que deixou encharcado o gramado do Estádio Moisés Lucarelli, a Ponte Preta venceu o Rio Preto, por 1 a 0, neste domingo à noite, em Campinas, pela a oitava rodada do Campeonato Paulista e reassumiu provisoriamente a liderança isolada, com 19 pontos, um a mais do que o Guaratinguetá, que vai jogar terça-feira com o Rio Claro, no fechamento da rodada. O Rio Preto, com apenas um ponto, é o lanterna e aparece, desde já, como virtual rebaixado.  PONTE PRETA1Aranha    ; Eduardo Arroz     (Raulen), César, Jean e Vicente; Bilica    , Deda, Elias e Renato; Marcelo Soares     e Danilo Neco (Juliano)Técnico: Sérgio Guedes RIO PRETO0Marcelo Bonan; Éder Baiano, Jefferson e Rafael Silva    ; Rafinha, Mário André (Julian), Piá    , Émerson e Neilton (Rodrigo    ); Branquinho e Wesley (Paulo Roberto)Técnico: José Carlos SerrãoGols: Marcelo Soares, aos 56 minutos do primeiro tempo.Árbitro: Eduardo César Coronado CoelhoRenda: R$ 66.723,00Público: 6.437 pagantesEstádio: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)Veja também: Classificação Últimos resultados / Próximos jogosO time campineiro aproveitou bem esta primeira fase do Paulistão, onde disputou seis jogos em casa e apenas dois fora. No Majestoso, com o apoio de sua torcida, venceu cinco jogos, portanto, somou 15 pontos, e empatou uma vez, no zero a zero com o invicto São Paulo. Fora de casa ganhou do Paulista (2 a 1) e perdeu para o Bragantino, por 3 a 1. Além disso, tem o melhor ataque, com 19 gols.A chuva que caiu em Campinas foi tanta, que o jogo ficou paralisado por 11 minutos no primeiro tempo. Na defesa, o Rio Preto segurou o empate até os descontos do primeiro tempo, quando Marcelo Soares marcou o gol da vitória. Ele passou por dois zagueiros e tocou de perna esquerda. A bola tocou ainda nas mãos do goleiro Marcelo Bonan, bateu no pé da trave e entrou. Um gol chorado, mas muito importante.No segundo tempo, o jogo "esfriou". O Rio Preto arriscou muito pouco ir ao ataque e a Ponte Preta não conseguiu ampliar o placar. Mas sua torcida, debaixo de muita chuva, festejou como nunca a liderança. Os dois times voltam a jogar no próximo final de semana. A Ponte Preta vai medir forças com o Guaratinguetá, no Vale do Paraíba, no duelo que irá valer a liderança do Paulistão, no sábado. O Rio Preto, em casa, vai receber o Santos, no domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulistão A-1Ponte PretaRio Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.