Ponte tenta confundir Luxemburgo

Se para muitos críticos o principal defeito do técnico Marco Aurélio é a dificuldade de se expressar, ele usou este expediente para aumentar o mistério em torno da escalação da Ponte Preta para o primeiro jogo das semifinais contra o Corinthians, pela Copa do Brasil. Falou pouco, o suficiente para confundir a cabeça de quem tentou acompanhar o treino-apronto, nesta sexta-feira à tarde, no Majestoso. O coletivo, inicialmente marcado para as 16 horas, começou uma hora mais cedo e com o acesso proibido para a imprensa. Neste treinamento secreto, o técnico experimentou várias formações, passando do esquema 3-5-2 para o 4-4-2, com algumas variações. Como existe a expectativa de que a Ponte seja bastante cautelosa neste primeiro jogo, o mais provável é a escalação de três zagueiros, com Rodrigo, Ronaldão e Alex Oliveira. O time também teria três volantes, com Dionísio atuando como ala direito enquanto Fabinho e Mineiro fariam a proteção na frente da defesa. "É uma opção, mas ainda não decidi como escalar o time", despistou Marco Aurélio, que também colocou dúvidas no ataque. "Tenho três jogadores para duas vagas", comentou reticente. Macedo, Régis e Delmer estão brigando pelas duas vagas no ataque. Isso, é claro, se o time não atuar apenas com um atacante. Tudo mesmo na base das hipóteses, porque somente às 16 horas é que os portões do Majestoso foram liberados. Daí, o que se viu no gramado do Majestoso foram as muitas brincadeiras dos jogadores, entre centenas de chutes a gol, cobranças de faltas e escanteios. "Não tem muito o que mexer neste time, que vinha bem e seria arriscado mudar alguma coisa agora", comentou Marco Aurélio, apostando na regularidade do seu time. Segundo ele, o segredo para segurar o Corinthians é simples: "Fazer uma marcação forte em todos os setores do campo, porque o Corinthians tem jogadores de qualidade". O time está concentrado desde, agora à noite, mas os jogadores participam de um recreativo na manhã deste sábado, no Majestoso. À tarde a delegação segue para São José do Rio Preto, em vôo fretado, para não desgastar os jogadores. A comissão técnica ainda não definiu se a delegação sairá de Rio Preto direto para Presidente Prudente, onde acontece o segundo jogo, na próxima quarta-feira.

Agencia Estado,

01 de junho de 2001 | 18h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.