Ponte terá força máxima na estréia

A Ponte Preta terá força máxima contra o Coritiba, nesta quarta-feira, às 21h40, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, na abertura da Copa do Brasil de 2002. O técnico Vadão ficou animado com isso, pois poderá manter o time que empatou com o Vasco por 3 a 3, domingo, em São Januário, pelo Torneio Rio-São Paulo.Vadão também gostou do horário do jogo, já que não estará tão quente por ser à noite. Segundo ele, o forte calor do Rio de Janeiro atrapalhou bastante o rendimento dos jogadores do seu time na partida contra o Vasco. "Mas taticamente estamos evoluindo bastante", afirmou o treinador.A possibilidade de já garantir a classificação sem a necessidade do jogo de volta (basta uma vitória por 2 ou mais gols de diferença) é outro fator que anima Vadão, mas ele admite que será complicado conseguir isso. "Seria ótimo, porque nós poderíamos poupar o time para o Torneio Rio-São Paulo. Mas não podemos pensar nisso porque vamos enfrentar um time difícil e que tem a vantagem de atuar em casa", disse o técnico.O time da Ponte foi confirmado após o treino na manhã desta terça-feira, realizado no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. A dúvida era o zagueiro Ronaldão, que foi substituído no segundo tempo diante do Vasco. Mas ele treinou normalmente e garantiu que está muito bem. "Senti a falta de ritmo de jogo e algumas dores na perna esquerda. Mas não foi nada grave", explicou o jogador.Ronaldão praticamente não disputou o Campeonato Brasileiro do ano passado, por causa de seguidas lesões musculares.

Agencia Estado,

22 de janeiro de 2002 | 15h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.