Ponte vence o Avaí e se distancia na ponta da Série B

A Ponte Preta deu mais um passo rumo ao acesso na noite desta terça-feira ao derrotar o Avaí, um de seus adversários diretos na briga pelo G4, por 3 a 1, em partida realizada no Estádio Moisés Lucarelli, pela 31.ª rodada da Série B.

Estadão Conteúdo

21 de outubro de 2014 | 21h49

Com o resultado, a Ponte Preta aumenta sua invencibilidade para dez jogos e se isola ainda mais na liderança da Série B, onde está com 60 pontos, a dez do Ceará, quinto colocado, e a seis do Vasco, principal adversário na briga pelo título. Por sua vez, o Avaí continua no G4 mesmo com a derrota, pois o Ceará acabou tropeçando diante do Icasa, por 2 a 1. O clube catarinense já soma duas derrotas seguidas.

Séria candidata ao acesso à elite do futebol brasileiro, a Ponte Preta não vem facilitando contra adversários diretos. Diante do Avaí, o clube campineiro começou com tudo e teve a primeira chance de gol logo aos 7 minutos. Rodinei avançou pela lado direito e cruzou para Alexandro. O atacante tentou o voleio, mas mandou para a linha de fundo.

A Ponte apostou na pressão nos minutos iniciais e obteve resultado. Aos 15 minutos, Renato Cajá achou Cafu dentro da área e fez o passe perfeito. O atacante dominou e chutou de esquerda na saída do goleiro Vagner. Antes, o atacante já havia desperdiçado uma oportunidade, ao receber livre de marcação e mandar por cima do travessão.

Com vantagem no placar, a Ponte seguia em cima e chegou a marcar aos 20 minutos. Após cruzamento de Rodinei, Vagner saiu para pegar, mas acabou trombando com seu companheiro de equipe e soltou a bola nos pés de Alexandro, que só tocou para dentro. O árbitro, porém, marcou falta do atacante no defensor do visitante.

Aos poucos, o Avaí foi equilibrando as ações e igualou o marcador aos 46 minutos. Especialista em bola parada, Marquinhos colocou na cabeça de Pablo. O zagueiro testou firme no canto esquerdo do goleiro Roberto para deixar tudo igual.

Na segunda etapa, a Ponte Preta voltou com uma postura ainda mais ofensiva e chegou ao segundo gol logo aos 3 minutos em mais uma boa jogada de Cafu. O atacante subiu até a linha de fundo, pelo lado direito e cruzou na cabeça de Renato Cajá, que, com o gol aberto, só tocou de cabeça para as redes.

Enquanto os torcedores comemoravam o segundo, a Ponte foi logo fazendo o terceiro em uma obra prima de Bryan, que tem sido tão criticado pela torcida. O lateral arriscou do meio da rua e mandou no ângulo do goleiro Vagner, que nada pôde fazer para evitar o golaço.

Atrás do placar, o time catarinense até tentava, mas não conseguia buscar uma reação contra uma bem postada Ponte Preta, que só não fez o quarto, graças ao goleiro Vagner. Fernando Bob lançou Cafu. O atacante não viu Alexandro livre de marcação e soltou o pé para a defesa do goleiro catarinense.

Na próxima rodada, a Ponte Preta enfrenta o Vasco, sábado, às 16h20, em São Januário. De outro lado, o Avaí tem pela frente o Joinville, num duelo catarinense, na sexta-feira, às 19h30, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 3 X 1 AVAÍ

PONTE PRETA - Roberto; Rodinei, Thiago Alves, Gilvan e Bryan; Bob, Juninho e Renato Cajá (Adrianinho); Cafu (Adilson Goiano), Rafael Costa (Roni) e Alexandro. Técnico: Guto Ferreira.

AVAÍ - Vagner; Marrone, Pablo, Bruno Maia e Carleto; Eduardo Costa (Diego Felipe), Eduardo Neto (Diego Felipe), João Filipe (Diego Jardel) e Marquinhos; Anderson Lopes e Bruno Mendes (Willen). Técnico: Geninho.

GOLS - Cafu, aos 15 minutos do primeiro tempo. Renato Cajá, aos 3, e Bryan, aos 4 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Andre Luiz de Freitas Castro (GO).

CARTÕES AMARELOS - Roberto (Ponte); Thiago Carleto, Eduardo Neto, Pablo e Bruno Mendes (Avaí).

RENDA - R$ 95.675,00.

PÚBLICO - 10.144 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas(SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaAvaíSérie B

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.