Ponte vira e garante a liderança

A Ponte Preta manteve a liderança do Campeonato Brasileiro da Série A ao vencer o Figueirense, por 2 a 1, de virada, neste sábado à tarde, no Majestoso, em Campinas, na abertura da 12ª rodada. Com 26 pontos, o time campineiro vai ficar pela quarta rodada na ponta do Brasileirão, enquanto o Figueirense, com apenas 10 pontos, ocupa a perigosa 18ª posição e pode entrar na zona do rebaixamento após os jogos de domingo.O time campineiro não teve uma boa atuação, principalmente no primeiro tempo, mas outra vez contou com a presença decisiva de seus dois atacantes. A Ponte foi surpreendida por um gol relâmpago, aos 32 segundos, marcado por Bilu, após deixada de Edmundo.Mas Kahê logo empatou, aos seis minutos, cobrando pênalti cometido por Sérgio Manoel sobre Galeano. "Toquei na bola" jurou Sérgio Manoel, que voltava ao time catarinense.Este foi o sétimo gol de Kahê, artilheiro do time campineiro na competição e que não quis ir para a Turquia, recusando uma proposta de US$ 1,5 milhão. Sorte da Ponte dele ter ficado porque o time marcou mal, errou passes e poderia ter sofrido mais gols.Mas o jogo foi decidido por Evando, que de cabeça marcou o segundo gol aos seis minutos do segundo tempo, desviando cruzamento de Danilo. É o terceiro jogo que ele deixa sua marca, substituindo com sucesso o meia Harison, negociado com o União Leiria, de Portugal. "Estou me adaptando à função. Às vezes volto um pouco, mas parece que o time também já se agrupo diferente", explicou o goleador.O Figueirense ainda tentou reagir, mas o técnico Marco Aurélio Moreira demorou muito para tirar o inoperante Edmundo, que ainda deixou o campo reclamando dos companheiros, aos 37 minutos do segundo tempo quando deu lugar a Nildo. "Acho que bobeamos porqu e saímos na frente e deixamos eles virarem. Temos que ver isso direito".A partir da próxima rodada começam os jogos de meio de semana. A Ponte Preta vai enfrentar, quarta-feira, o Botafogo, na Arena Petrobras, na Ilha do Governador (RJ), às 20h30. O Figueirense vai receber o Palmeiras, na mesma noite, mas a partir das 21h45.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.