Leo Lima / São Caetano
Leo Lima / São Caetano

Por atraso de salário, atletas do São Caetano decidem não jogar a Série D do Brasileiro

Clube paulista passa por grave crise financeira e jogadores decidiram protestar

Raul Vitor, especial para o Estadão

23 de outubro de 2020 | 13h19

Como forma de protesto, o São Caetano não entrará em campo neste sábado diante do Pelotas, pela Série D do Campeonato Brasileiro. A decisão parte dos jogadores, dos membros da comissão técnica e de funcinários do clube, que sofrem com salários atrasados. "Por causa dessa situação, que se arrasta pelos últimos meses, definimos por não disputar a próxima partida, para que atitudes sejam tomadas e, desta forma, corrigir o rumo deste time que tanto respeitamos", escreveu o grupo em nota.

Apesar das dificuldades, no início do mês o São Caetano sagrou-se campeão da segunda divisão do Campeonato Paulista. Em recente entrevista ao Estadão, Márcio Griggio, diretor de futebol do clube, afirmou que o time precisava fazer "cortes" e "reduzir a folha salarial". Ele não quis revelar o valor. 

O Estadão apurou que os atrasos variam de acordo com a função do empregado. Há quem não recebe desde agosto, assim como quem não recebe desde junho. A decisão por não entrar em campo foi unânime. Veja a nota do São Caetano na íntegra:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.