Divulgação
Divulgação

Por atrasos salariais, Portuguesa pode ser rebaixada para a A3

Lusa pode perder três pontos na Série A2 do Paulista

Estadão Conteúdo

19 de abril de 2016 | 20h03

Em crise financeira, a Portuguesa pode reviver o Brasileiro de 2013, quando acabou rebaixada por escalar o jogador Heverton de forma irregular. Desta vez, por atrasar o salário do elenco em três meses, a Lusa pode perder três pontos no Campeonato Paulista da Série A2 e consequentemente ser rebaixada.

Os jogadores recorreram ao sindicato dos atletas buscando encontrar um modo dessa dívida ser quitada. O sindicato, então, denunciou a Portuguesa ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP). O regulamento prevê que a equipe seja punida caso o atraso salarial supere três meses, perdendo pontos na competição em que isso ocorrer - ou seja, a Série A2 do Paulista.

Caso perca três pontos, a Lusa seria rebaixada. Antes de ser punida, porém, a Lusa deverá ter um prazo para arcar com todas as dívidas. O time também pode não entrar em campo na Copa do Brasil na próxima semana.

"A Portuguesa não efetuou o pagamento total dos últimos meses (fevereiro, março e abril) - direito de imagem e valor registrado na carteira de trabalho. O regulamento prevê punição para clubes que estão inadimplentes", afirmou o advogado do sindicato, Filipe Rino.

Apesar do atrasado e de considerar a situação insustentável, nenhum jogador da Portuguesa, até o momento, entrou na Justiça contra o clube para rescindir o contrato. A Lusa não nega que está em crise financeira e deverá ter uma folha salarial de até no máximo R$ 150 mil para tentar o acesso na Série C do Brasileiro.

"A reclamação foi do elenco em geral e não apenas de um jogador. Até agora nenhum atleta entrou na justiça pleiteando o recebimento dos salários, tampouco a rescisão contratual. TJD dará um prazo de 15 dias para efetuar o pagamento, mas essa decisão não tem um prazo em si para ser publicada", completou o advogado.

Na temporada, a Lusa era cotada como uma das favoritos ao acesso à elite do futebol paulista, mas acabou ficando aquém das expectativas. Terminou na 13.ª colocação, com 24 pontos, dois na frente do Paulista. Se perder três pontos, ficaria em 15.º, na zona de rebaixamento - neste ano, caíram seis. Na Copa do Brasil, a Portuguesa também começou com derrota, perdendo para o modesto Parnahyba, do Piauí, por 2 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.