CSA
CSA

Por causa de rachaduras no bairro do Centro de Treinamento, CSA vai mudar de endereço

Time alagoano que luta contra o rebaixamento deverá deixar o Mutange até o dia 15 de dezembro

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2019 | 12h38

O CSA vai deixar o Centro de Treinamento Gustavo Paiva, no bairro Mutange, até o dia 15 de dezembro. A mudança será realizada por conta de rachaduras e fissuras que surgiram na região e também nas localidades de Pinheiro e Bebedouro, todos em Maceió. Os problemas estariam sendo causados pela extração de sal-gema pela empresa de mineração Braskem.

Por conta das rachaduras, a Defensoria Pública e o Ministério Público de Alagoas (MP-AL) pediram a suspensão da Licença Ambiental de Operação concedida à Braskem referente a quatro poços específicos de extração da sal-gema e de outros que ainda estejam em atividade no Pinheiro, Mutange e Bebedouro.

Os jogadores treinam no Mutange até o dia 7 de dezembro, véspera do último jogo contra o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. Depois, toda a parte administrativa vai ser retirada do local. A empresa de mineração deve arcar com os custos de mudança do clube. O clube deve se mudar para o Estádio Nelson Peixoto Feijó, na Serraria, por um período de 24 meses.

No Campeonato Brasileiro, o CSA luta contra o rebaixamento. O time alagoano ocupa a 18ª posição, com 29 pontos, seis pontos a menos que o Fluminense. As duas equipes se enfrentam nesta segunda-feira, em Maceió. Nos últimos cinco jogos, foram quatro derrotas e apenas uma vitória do time alagoano. Na última partida, derrota por 3 a 0 para o Fortaleza. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.