Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Por conta de shows, São Paulo vai mandar cinco jogos no Pacaembu

Tricolor sai do Morumbi em meio a situação complicada no Campeonato Brasileiro

O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2017 | 19h01

O São Paulo vive uma das piores crises de sua história no Campeonato Brasileiro, correndo grandes riscos de cair para a Série B. E o time terá ainda um agravante em sua luta contra a zona de rebaixamento. O Morumbi será usado para shows nos meses de outubro e novembro e, por conta disso, a equipe mandará cinco partidas no Pacaembu. 

Restando apenas mais oito jogos como mandante no Brasileirão deste ano, o São Paulo disputará apenas três destes compromissos no Morumbi: contra o Corinthians (24 de setembro), contra o Sport (1º de outubro) e na última rodada contra o Bahia (3 de dezembro).

No Pacaembu, o São Paulo encara times da parte de cima da tabela, tal como concorrentes contra o Z-4. São eles: Atlético-PR (14 de outubro), Flamengo (22 de outubro), Santos (29 de outubro), Chapecoense (8 de novembro) e Botafogo (19 de novembro).

O Morumbi será usado para o evento VillaMix Festival São Paulo no dia 7 de outubro, pela banda U2 nos dias 19, 21, 22 e 25 do mesmo mês e pelo cantor Bruno Mars nos dias 22 e 23 de novembro. Para manter a boa média de público no Brasileirão, o São Paulo criou dois pacotes para os sócios-torcedores no Morumbi, com valores que variam de R$ 2 a R$ 42, enquanto que os valores no Pacaembu variam de R$ 3,50 a R$ 70.

Mesmo sem o Morumbi, o São Paulo busca manter um dos seus principais trunfos contra a indesejada zona de rebaixamento: o apoio da torcida. A equipe de Dorival Júnior atualmente está na 19ª colocação, com 24 pontos, e seu próximo compromisso é neste domingo diante do Vitória, fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.