Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Por danos morais, Ronaldinho Gaúcho aciona Flamengo na Justiça

Além dos R$ 40 milhões de reais por quebra de contrato, o jogador exige do clube mais R$ 15 mi

AE, Agência Estado

28 Junho 2012 | 20h42

RIO - O meia Ronaldinho Gaúcho acionou o Flamengo na Justiça em mais uma ação e agora cobra, além dos R$ 40 milhões pelo não cumprimento do contrato de trabalho e pagamento dos direitos de imagem, outros R$ 15 milhões por danos morais.

Uma das acusações envolve a divulgação, pelo departamento jurídico do clube, da existência de um suposto exame de sangue que comprovaria a presença de álcool no organismo do atleta.

O vazamento de um vídeo da concentração do time em Londrina (PR), em que Ronaldinho aparece após supostamente passar a noite fora do quarto, na companhia de uma mulher, também deve ser usado contra o clube.

"O Ronaldinho se viu agredido e quer reparar o dano frente aos seus amigos, familiares e o grande público, já que ele tem uma legião enorme de fãs no mundo inteiro", disse o advogado do meia, Sérgio Queiroz. O Flamengo ainda não se pronunciou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.