Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Por eleição, Flávio Adauto e Piovesan deixam a diretoria do Corinthians

Diretores serão candidatos como vice na próxima eleição em chapa da oposição

Daniel Batista, Estadao Conteudo

15 de dezembro de 2017 | 16h14

O Corinthians anunciou nesta sexta-feira, através de uma nota oficial no site do clube, que o diretor de futebol Flávio Adauto, e o diretor financeiro Emerson Piovesan, deixaram seus cargos. Ambos foram nomeados para serem vice-presidentes da chapa oposicionista que tem Paulo Garcia como candidato à presidência. O pleito será realizado no dia 3 de fevereiro. 

+ Corinthians afirma que evento de caminhões monstros não prejudicará piso da Arena

+ Candidatura de Adauto como vice em oposição cria saia-justa no Corinthians

O presidente Roberto de Andrade não deve nomear ninguém para os cargos. No futebol, o gerente Alessandro Nunes deve acumular o cargo que era de Adauto. A eleição no Corinthians ocorrerá no dia 3 de fevereiro.

A nomeação de Adauto e Piovesan para a chapa de oposição criou uma saia-justa nos bastidores do clube. Os dois ex-dirigentes entregaram seus cargos para o presidente, que inicialmente não queria que eles saíssem, mas repensou a ideia e viu que o ideal seria pela mudança, para evitar possíveis constrangimentos

"O Sport Club Corinthians Paulista agradece aos conselheiros Emerson Piovesan e Flávio Adauto por toda a dedicação demonstrada como diretores do clube, função que deixam de exercer nesta sexta-feira (15). Ambos tiveram grande importância para o sucesso alcançado na temporada de 2017. O Corinthians deseja sorte para os ex-diretores", afirmou o presidente Roberto de Andrade em nota oficial.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.