Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Por falta de laudos, FPF veta estreia do Palmeiras na arena

Federação alega que falta de documentos fundamentais impede que o Allianz Parque seja liberado para a realização de jogos

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

29 de outubro de 2014 | 16h47

A partida entre Palmeiras x Atlético-MG será realizada no Pacaembu e não no Allianz Parque, o estádio do Palmeiras, como sonhava a torcida, queria a diretoria do clube e imaginava a WTorre, construtora responsável pela obra. A Federação Paulista de Futebol (FPF) não aceitou a alteração do local do jogo pelo fato de a arena ainda não ter todos os laudos necessários da Prefeitura para funcionamento por completo do estádio.

"De acordo com o Coronel Marcos Marinho, Diretor do Departamento de Segurança e Prevenção nos Estádios, por falta de laudos técnicos, conforme determina o Estatuto do Torcedor, o Estádio do Palmeiras ainda não está liberado para partidas de futebol", divulgou a assessoria de imprensa da FPF nesta quarta. Ainda de acordo com a entidade que gere o futebol de São Paulo, os laudos que faltam são: Laudo de Prevenção e Combate a Incêndio; Laudo de Segurança (PM); Laudo de Condições Sanitárias e de Higiene; Laudo de Vistoria de Engenharia.

O Palmeiras sabia que dificilmente conseguiria a autorização da FPF sem que a construtora tivesse os alvarás obrigatórios, mas fez questão de fazer o pedido de alteração de local do jogo para deixar claro que tem feito tudo para a arena estar em condições de uso o quanto antes. O presidente Paulo Nobre faz questão de comentar em entrevistas sobre a beleza da obra e que está ansioso para que o time "volte para casa".

Com a decisão, a estreia do estádio do Palmeiras deve ficar para dia 20 de novembro, na partida contra o Sport, pelo Brasileirão. Até lá, a WTorre terá de pedir vistoria da PM, fazer possíveis reparos que serão solicitados e só depois entrar em contato com a CBF para solicitar a mudança do palco do confronto. Após a vistoria, a polícia leva até cinco dias para dar um retorno. Por isso, é preciso que a construtora também acelere os procedimentos para conseguir o aval.

Entretanto, um outro problema pode surgir nesse caminho. Nos dias 25 e 26 de novembro, será realizado o show do cantor Paul McCartney na arena e os organizadores do evento temem que a realização da partida em uma data tão próxima dificulte a montagem da estrutura do show. Por outro lado, a construtora assegura que fará de tudo para conseguir que o jogo seja no estádio e a ideia é que logo depois do apito final, já comecem a montar de toda aparelhagem musical.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFPFFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.