Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Portuguesa aluga ginásio do Canindé para igreja evangélica

Diretoria tenta formas inusitadas para arrecadar mais e sair da crise

Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2015 | 20h09

Depois de formar um "pool" de padarias para ajudar a pagar os salários de seus jogadores, a diretoria da Portuguesa arrumou outra forma inusitada de aumentar as suas receitas. Ela acertou o aluguel do ginásio do Canindé para uma igreja evangélica por 10 anos. Uma cláusula no contrato, porém, até pode interromper o negócio a qualquer momento sem o pagamento de multa.

Oficialmente, a direção não confirma os valores do aluguel para a igreja Renascer, que batizou o ginásio de "Renascer Arena". A renda servirá para ajudar nas despesas do clube, inclusive com fornecedores e funcionários. Recentemente, o atraso nos vencimentos dos funcionários do clube provocou uma greve.

Majoritariamente católicos, os conselheiros da Portuguesa não digeriram bem o acordo por envolver uma igreja de outra linha religiosa. Para o eventual alívio destes conselheiros, o contrato foi redigido com uma cláusula capaz de desfazer o acordo a qualquer momento sem necessidade de pagamento de qualquer multa.

Com a possibilidade de derrubar o negócio, a diretoria rubro-verde segue em negociação com empreendimentos imobiliários para o uso do ginásio, que teria todo o seu espaço reformulado. Os dirigentes têm algumas propostas. Apesar de não revelar os possíveis investidores, o clube já tem algumas propostas na mesa e a expectativa é de que algum negócio seja fechado até o final do ano.

SÉRIE C

Dentro de campo, o técnico Estevam Soares mantém o ritmo de trabalhos para agora manter o time dentro do G4, a zona de classificação, do Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C. No momento o clube é o quarto colocamos, com 24 pontos.

"Nossa primeira meta era entrar no G4, agora nosso desafio é manter esta posição nestes últimas três rodadas", comentou o treinador. Na próxima segunda-feira, a partir das 20h30, a Portuguesa vai enfrentar o Guarani, em Campinas, no estádio Brinco de Ouro, no fechamento da 16.ª rodada. Será mais um "jogo de seis pontos".

Depois restarão dois jogos, relativamente fáceis. Um deles no Canindé contra a Tombense, que já deve vir sem chances de ser rebaixada, e depois sairá diante do Caxias, que já deverá estar rebaixado para a Série D de 2016.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaRenascerCanindé

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.