Por manipulação de resultados, Fifa amplia punição a italianos

A Fifa decidiu ampliar a punição aplicada pela Federação Italiana de Futebol a 23 jogadores e dirigentes suspensos sob acusação de manipulação de resultados e envolvimento em apostas ilegais. Os casos aconteceram entre 2014 e 2015 em diferentes competições de futebol da Itália.

Estadão Conteúdo

08 de março de 2016 | 11h35

Com a decisão, a Fifa estendeu para nível mundial as suspensões aplicadas a cada um deles em âmbito nacional. As penas, aplicadas inicialmente pela Federação Italiana e pelo Comitê Olímpico Italiano, variam de um a cinco anos de afastamento de qualquer atividade relacionada ao futebol. A Fifa destacou ainda que houve banimento permanente em alguns casos.

A entidade máxima do futebol não divulgou os nomes dos 23 envolvidos, que foram investigados por procuradores das regiões de Catanzaro e Catânia. No ano passado, o proprietário do clube Catania, Anonino Pulvirenti, admitiu ter manipulado o resultado de cinco partidas da segunda divisão com o objetivo de evitar o rebaixamento do seu time para a terceira divisão.

A manipulação teria envolvido o pagamento de cerca de 500 mil euros (cerca de R$ 2 milhões), segundo confessou Pulvirenti aos tribunais italianos.

Tudo o que sabemos sobre:
FifaItáliaFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.