Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Por melhor campanha da fase de grupos da Libertadores, Cruzeiro recebe Emelec

Equipe comandada por Mano Menezes tem campanha irretocável na competição, com cinco vitórias em cinco jogos

Redação, Estadão Conteúdo

08 de maio de 2019 | 08h50

Apesar de já estar classificado para o mata-mata da Copa Libertadores, o Cruzeiro ainda tem um objetivo a cumprir: terminar com a melhor campanha da fase de grupos. Para isso, o time brasileiro precisa de uma vitória sobre o Emelec, do Equador, na última rodada do Grupo B, às 19h15 desta quarta-feira, no Mineirão.

No momento, a chave tem os brasileiros na ponta, com 15 pontos em cinco partidas e 100% de aproveitamento. Os equatorianos vêm logo na sequência, com seis pontos e saldo zerado, e também estariam garantidos nas oitavas de final. Em terceiro, portanto, indo para a Copa Sul-Americana, está o Deportivo Lara. Os venezuelanos somam cinco pontos e saldo negativo de cinco gols e encaram o Huracán, também às 19h15 desta quarta-feira, no estádio El Palacio, em Buenos Aires. Com apenas um empate e quatro derrotas, os argentinos não têm mais ambições continentais nesta temporada.

O técnico do Cruzeiro, Mano Menezes, fechou o treino desta terça-feira, não permitindo que a imprensa acompanhasse sequer os jogadores indo ao gramado. Uma alteração confirmada entre os titulares, porém, é a saída de Dedé, pendurado com dois cartões amarelos. Assim, Fabrício Bruno deve formar a dupla de zaga com Léo.

O lateral-direito Edilson entra no lugar de Orejuela. Na lateral-esquerda, a dúvida está entre Egídio e Dodô. No meio-campo, além dos volantes Henrique e Lucas Silva, são dadas como certas as presenças dos meias Robinho e Rodriguinho, faltando definir uma vaga entre David ou Rafinha.

Dentro do plano do técnico de poupar alguns jogadores, desta vez o experiente Fred, artilheiro da temporada com 16 gols (12 no Mineiro e quatro na Libertadores), deve ceder seu lugar para Sassá. Fred completou na vitória sobre o Goiás, por 2 a 1, domingo passado pelo Brasileiro, a sua 14.ª partida seguida.

O técnico não falou abertamente, mas quer vencer para não dar chance a ninguém tirar a melhor campanha do Cruzeiro. "O pessoal diz que eu sempre jogo para empatar. Mas desta vez acho que até o empate pode nos dar a liderança geral. É claro, que quem for escalado vai jogar para dar o máximo e para vencer", comentou Mano.

O técnico espanhol Ismael Rescalvo vai para a segunda partida à frente do Emelec. Ele estreou perdendo por 3 a 1 para o Olmedo, sábado, em Riobamba, pelo Campeonato Equatoriano. Para esta partida, o time não poderá contar com o meia-atacante Billy Arce, que estaria afastado por conta de atos de indisciplina. O treinador projetou o duelo com os cruzeirenses de forma otimista.

"O mais importante é a gente se classificar. Enfrentamos um rival que é favorito, pois ganhou as cinco partidas, está em primeiro e vai jogar em seu estádio. Nós temos nossas armas. Somos uma equipe que seguramente vai dificultar as coisas para o Cruzeiro", prometeu o comandante, com a vaga nas oitavas de final na mira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.