Por Mundial, Pierre cobra reação rápida no Atlético-MG

O volante Pierre alertou os seus companheiros do Atlético Mineiro e ressaltou a necessidade do time reagir rapidamente no Campeonato Brasileiro para que a instabilidade no torneio não afete a preparação do time visando o Mundial de Clubes, que será disputado em dezembro no Marrocos. Atualmente, a equipe ocupa apenas a 16ª posição no torneio nacional com 22 pontos.

AE, Agência Estado

10 de setembro de 2013 | 15h33

"Queremos viver um momento novo neste segundo turno e vamos trabalhar firme em cima disso, com muita confiança, para ver se a gente consegue ter um pouco mais de tranquilidade para chegar também no Mundial com a confiança lá em cima. O campeonato ainda não acabou, tem o segundo turno inteiro pela frente e, com empenho, dedicação, tranquilidade e união, a gente vai embalar e, quem sabe, brigar por coisas grandes dentro da competição", disse.

Após a conquista do título da Libertadores, o Atlético-MG perdeu as três partidas seguintes no Campeonato Brasileiro. Agora, está invicto há oito jogos na competição, mas com apenas duas vitórias e seis empates. Assim, Pierre reconheceu que o time precisa evoluir.

"Temos que saber que todos precisam melhorar. A gente precisa muito do nosso torcedor nesse momento. O que a gente precisa é de apoio, que o torcedor esteja conosco, apoiando como sempre apoiou na Libertadores e outras ocasiões que passamos. Quando as vitórias vierem, a confiança vai voltar e a sintonia entre jogadores e torcida será a melhor possível", comentou.

Sob risco de entrar na zona de rebaixamento, Pierre destacou a necessidade do time derrotar o Coritiba, na próxima quinta-feira, no Independência, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"O momento é de superação, continuar trabalhando com seriedade. Não está faltando empenho e comprometimento, então, espero que a vitória venha na quinta-feira para que a confiança possa voltar", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoAtlético-MGPierre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.