Por que assistir ao Campeonato Francês?

Confira quem são os favoritos, os azarões, os astros e outros aspectos da competição

MATEUS SILVA ALVES, O Estado S. Paulo

09 de agosto de 2013 | 07h37

SÃO PAULO - A recente injeção de dinheiro no Paris Saint-Germain jogou luz sobre o torneio, normalmente pouco valorizado pelo público brasileiro, e agora é a vez de o Monaco ser "premiado" com uma enxurrada de milhões. Não por acaso, esses dois times serão as maiores atrações do Campeonato Francês, que dificilmente vai escapar das mãos de um deles.

FAVORITOS

Salvo alguma grande surpresa, o título será conquistado por Monaco ou Paris Saint-Germain. Esses clubes têm orçamentos muito superiores aos outros, e assim fica difícil competir. A vantagem do PSG é ter mantido a base da temporada passada, enquanto o Monaco, que acabou de voltar da Segunda Divisão, montou uma equipe nova e, por isso, sentirá falta de entrosamento.

AZARÕES

O Lyon, quem diria, virou zebra. Força dominante do futebol francês na década passada, a ex-equipe de Juninho Pernambucano continua forte, mas sofre para lutar de igual para igual com o Paris Saint-Germain e, agora, com o Monaco. Na mesma situação está o Olympique de Marselha, que tem muita tradição, mas não muito dinheiro.

ASTROS

De um lado, Ibrahimovic, Cavani, Lucas, Lavezzi e Thiago Silva. Do outro, Falcao Garcia, James Rodríguez e João Moutinho. Se antes o futebol francês era incapaz de atrair os jogadores mais badalados da Europa (e da América do Sul também), agora Paris Saint-Germain e Monaco são paraísos para os atletas mais badalados, sempre ávidos por um contrato polpudo.

NOVATOS

O Campeonato Francês tem tradição de revelar grandes jogadores e isso não deverá mudar. Alguns dos destaques do time campeão mundial sub-20 no mês passado estarão em ação, como o lateral Digne, recentemente contratado pelo Paris Saint-Germain, o goleiro Areola, também do PSG (deverá ser reserva), e o habilidoso atacante Thauvin, do Lille.

BRASILEIROS

Estão no PSG os brasileiros mais renomados do campeonato: o zagueiro Thiago Silva, capitão da equipe, e o atacante Lucas, que ainda está por "explodir" no futebol francês. De resto, apenas coadjuvantes como o veterano atacante Ilan, do Bastia, o zagueiro Henrique e o atacante Jussiê, ambos do Bordeaux.

DINHEIRO

Nesta temporada, o PSG encontrou um rival à sua altura no quesito gastança. O Monaco, é claro. Para contratar Falcao Garcia, James Rodríguez e João Moutinho, o clube gastou 130 milhões de euros (R$ 396 milhões). A agremiação de Paris, por sua vez, pagou 94 milhões de euros (R$ 287 milhões) pelo atacante Cavani e pelo zagueiro brasileiro Marquinhos.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolCampeonato Francês

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.