Por que assistir ao Campeonato Inglês?

Manchester United, City e Chelsea devem lutar ponto a ponto pelo título, enquanto Tottenham, Liverpool e Arsenal correm por fora

GUILHERME DORINI, O Estado de S. Paulo

17 de agosto de 2013 | 08h30

SÃO PAULO – Graças à movimentação dos clubes no mercado de transferências, a chegada de grandes técnicos e as ótimas bases dos elencos mantidas, essa temporada do Campeonato Inglês tem tudo para ser uma das edições mais disputadas da história. Manchester United, City e Chelsea devem lutar ponto a ponto pelo título, enquanto Tottenham, Liverpool e Arsenal correm por fora.

FAVORITOS

Apesar de ser considerado o campeonato mais difícil do mundo, apenas três clubes são realmente aspirantes ao título. Manchester United, atual campeão, não trouxe nenhum reforço de peso, mas manteve a base vencedora da temporada passada e aposta em David Moyes, treinador que substitui Alex Ferguson, depois de 27 anos no comando da equipe. O Chelsea aposta no retorno de José Mourinho, técnico vencedor e com história no clube e o Manchester City aproveita sua ótima situação financeira para abrir os cofres e trazer jogadores que podem fazer a diferença no campeonato.

AZARÕES

Em outros tempos seria difícil de acreditar nisso, mas é verdade. Arsenal e Liverpool, supercampeões, viraram zebra no Campeonato Inglês. Ainda comandado por Wenger, o clube londrino não conquista um título há oito anos e deve brigar novamente, apenas, por uma vaga na Copa dos Campeões. O mesmo deve acontecer com o Liverpool. Outra surpresa pode ser o Tottenham, que investiu em boas contratações e, por enquanto, consegue manter o astro Gareth Bale na equipe.

ASTROS

Apesar de nenhum astro ter sido contratado da temporada passada para esta, o campeonato continua repleto de estrelas. Nos principais favoritos podemos encontrar Van Persie e, ainda, Rooney, pelo Manchester United , Hazard e Lampard, pelo Chelsea, e David Silva e Aguero, do lado do Manchester City.

NOVATOS

Mesmo com a fama de ser um torneio recheado de estrelas, o Campeonato Inglês também se orgulha de contar com jovens promessas do futebol mundial. Nesta temporada as grandes esperanças para despontar na terra da rainha são os belgas Romelu Lukaku e Kevin De Bruyne, meia e atacante, respectivamente, do Chelsea, Alex Oxlade-Chamberlain, atacante do Arsenal, Joe Allen, meio-campista do Liverpool e Tom Carroll, volante do Tottenham.

BRASILEIROS

Apesar do Campeonato Inglês não ser, historicamente, um celeiro de craques brasileiros, nossos jogadores não devem fazer feio nesta temporada. As principais apostas estão no trio do Chelsea, formado por David Luiz, Ramires e Oscar. A grande expectativa é ver como Paulinho, contratado pelo Tottenham, e Fernandinho, pelo Manchester City, se adaptaram ao futebol inglês, e qual será o desempenho de Philippe Coutinho no Liverpool, já que o jovem impressionou torcedores e críticos com apenas 13 jogos na temporada passada.

DINHEIRO

Com Abramovich sossegado, a grande surpresa desta janela de transferências foi o Tottenham. Acostumado a fazer contratações pontuais, o clube londrino não poupou esforços para reforçar seu elenco. Paulinho, Chadli, Soldado e Capoue custaram juntos 59 milhões de libras, cerca de R$ 216 milhões, aos cofres da equipe. Porém, ainda não foi suficiente para vencer o Manchester City que, mais uma vez, abriu o bolso para continuar como um dos grandes favoritos ao título.  Para trazer Fernandinho, Jesus Navas, Negredo e Jovetic, a equipe gastou 87 milhões de libras, o equivalente a R$ 318 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterCampeonato Inglêsfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.