Por racismo, Uefa pune Dínamo de Kiev com partidas sem torcida

Clube da Ucrânia ainda terá de pagar multa de R$ 399 mil

O Estado de S. Paulo

25 de novembro de 2015 | 11h26

A Uefa puniu o Dínamo de Kiev com três jogos sem torcida na Liga dos Campeões. A pena é resultado de gestos racistas de sua torcida na partida diante do Chelsea no dia 30 de outubro. As duas primeiras partidas de gancho devem ser cumpridas imediatamemnte. A terceira estará sob judice em caso de nova confusão discriminatória no prazo de três anos.  A entidade presidida por Platini entendeu que a torcida do time ucraniano se valeu de ofensas e gestos racistas contra quatro torcedores negros que estavam no estádio, conforme comprova vídeo nesta reportagem. O jogo foi válido pela Liga dos Campeões.

O Dínamo também foi punido com multa de 100 mil euros (R$ 399 mil). As denúncias ao time de Kiev foram feitas pela organização do Futebol Contra o Racismo na Europa, que luta contra a discriminação no esporte. Até então, a Uefa tinha visto o episódio apenas com brigas entre torcedores naquele jogo que acabou sem gols.

Na ocasião, um diretor da entidade, Piara Powar, disse ao jornal inglês Guardian que "esse terrível incidente reflete muitas das realidades contínuas de futebol na Europa Central e Oriental". O clube da Ucrânia é acusado de conduta racista, distúrbios entre torcedores e bloqueio das escadarias do Estádio Olímpico de Kiev.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.