Antonio Bronic/Reuters
Antonio Bronic/Reuters

Por 'razões familiares', Luis Enrique não dirigirá a Espanha contra Malta

Federação não revelou detalhes sobre problema enfrentado pelo treinador

Redação, Estadão Conteúdo

26 de março de 2019 | 11h50

A Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) divulgou uma nota em seu site oficial nesta manhã para informar que o técnico Luis Enrique não poderá dirigir a Espanha no jogo contra Malta, nesta terça-feira, fora de casa, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2020. A entidade revelou que "motivos familiares de força maior" impedirão que o treinador esteja à frente da equipe nacional no duelo marcado para começar às 16h45 (horário de Brasília).

A RFEF não entrou em detalhes sobre o problema enfrentado pelo comandante, que no último sábado conduziu a seleção espanhola à vitória por 2 a 1 sobre a Noruega, em Valência, pela primeira rodada do Grupo F do qualificatório europeu.

"Pedimos discrição e respeito a sua privacidade. O segundo treinador (auxiliar), Roberto Moreno, dirigirá nesta noite (no horário local) a seleção nacional frente a Malta no estádio Ta Qali", se limitou a informar o órgão que controla o futebol espanhol.

Ex-técnico e ex-jogador do Barcelona, Luis Enrique assumiu o comando da seleção espanhola após a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, onde a equipe nacional foi eliminada pela equipe anfitriã do torneio, nos pênaltis, nas oitavas de final.

Na última segunda-feira, ao projetar a partida contra Malta, o técnico havia exaltado a média recente de gols da Espanha, de 2,7 por partida após balançar as redes por 19 vezes nos últimos sete jogos, ao rebater críticas que apontaram que os seus comandados poderiam ter maior eficiência ofensiva. Agora, porém, não vai acompanhar de perto a sua seleção tentar superar o modesto adversário e voltar a mostrar a força do seu ataque.

Outros dois duelos fecharão a segunda rodada do Grupo F das Eliminatórias da Eurocopa, também às 16h45 (de Brasília) desta terça: Noruega x Suécia e Romênia x Ilhas Faroe. Este último país será o rival seguinte dos espanhóis, no dia 7 de junho, fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.