Por reação no Brasileiro, Guto Ferreira cogita Ponte com time misto na quarta

Sem vencer há cinco jogos no Campeonato Brasileiro, onde despencou das primeiras posições para o 11.º lugar, com 18 pontos, a Ponte Preta vive um momento de instabilidade. Por isso, o técnico Guto Ferreira cogita escalar um time misto diante do Coritiba, nesta quarta-feira, em Campinas, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

Estadão Conteúdo

20 de julho de 2015 | 20h41

O time alvinegro perdeu a primeira partida por 2 a 1 e agora pode avançar às oitavas de final com a vitória por 1 a 0. Se repetir o resultado, definirá a vaga nos pênaltis. No Brasileirão, o time volta a campo no domingo contra o Internacional, também em casa, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

A comissão técnica deve poupar pelo menos três titulares. É o caso do lateral-direito Rodinei, que atuou todos os jogos do Brasileirão. Há a possibilidade também do experiente Borges, de 34 anos, ganhar uma nova chance no comando de ataque, que só marcou um gol de pênalti nos últimos cinco jogos.

Os jogadores ganharam folga nesta segunda-feira após o empate com o lanterna Joinville em 1 a 1, no último domingo, em Santa Catarina. A reapresentação está marcada para esta terça pela manhã.

Guto Ferreira prioriza o Brasileirão para o clube não cometer o mesmo erro de 2013, quando o então presidente Márcio Della Volpe optou por priorizar a Copa Sul-Americana. O time alvinegro acabou rebaixado para a Série B, com prejuízo em torno de R$ 30 milhões, e a busca pelo inédito título internacional, que seria o primeiro da história em 115 anos, também não deu certo. A Ponte Preta foi vice, perdendo a taça para o Lanús, da Argentina.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte PretaGuto Ferreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.