Por reação no Brasileiro, Internacional encara Santos como se fosse Libertadores

O Internacional ainda não engrenou no Campeonato Brasileiro. Mesmo com a parada da Copa Libertadores por conta da Copa América, o time colorado continua tropeçando e ocupa apenas a parte intermediária da tabela de classificação. Por isso, o técnico uruguaio Diego Aguirre reuniu os jogadores e pediu que entrem em campo como se fossem disputar um jogo da competição continental. A começar pelo duelo deste domingo, às 18h30, contra o Santos, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela nona rodada.

Estadão Conteúdo

28 de junho de 2015 | 08h17

"Tivemos uma boa conversa. Temos potencial e time para estar em uma situação melhor no Brasileirão, não somente estar com a cabeça na Libertadores. Está na hora de o Inter jogar domingo como se fosse Libertadores", afirmou o treinador em entrevista coletiva.

O Internacional está nas semifinais do torneio continental, mas só volta a jogar no dia 15 de julho, quando receberá o Tigres, do México, no jogo de ida. Até lá, o técnico da equipe colorada espera ter conquistado a maioria dos pontos dos cinco jogos que disputará no Brasileirão.

Para o duelo contra o Santos, Aguirre não fez mistério e praticamente confirmou a equipe. Ele deve manter o esquema com dois atacantes com Nilmar e Lisandro López. D''Alessandro está recuperado de lesão e tem retorno garantido no meio.

Liberado pelo departamento médico, Valdívia treinou durante a semana, mas deve começar no banco de reservas. Com isso, o meio de campo deverá ser formado por Rodrigo Dourado, Anderson e Jorge Henrique.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.