Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Por segurança, Palmeiras fecha CT e não divulga programação de treinos

Clube manterá em segredo a agenda de trabalho do time para evitar possíveis represálias da torcida na Academia

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

02 de setembro de 2019 | 10h51

O Palmeiras pretende adotar segredo absoluto nesta semana para se proteger de possíveis atentados de sua torcida. Depois de perder por 3 a 0 para o Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, no último domingo, e cair na tabela para a 5ª colocação, com um jogo a menos, o clube anunciou que até o próximo compromisso da equpe, contra o Goiás, no sábado, não vai realizar treinos abertos, conceder entrevista nem divulgar o horário das atividades na Academia, tudo por uma questão de segurança.

Normalmente, o Palmeiras divulga a agenda de treinos da semana no site oficial do clube. Desta vez, porém, a diretoria avisou que não vai comunicar a programação para evitar possíveis ataques ao elenco e protestos agressivos na Academia de Futebol por parte de sua torcida, como ocorreu no mês passado, quando torcedores organizados foram ao CT pedir a "cabeça" de Felipão e de alguns jogadores. Na última semana a equipe foi eliminada na Copa Libertadores para o Grêmio, no Pacaembu, e logo depois foi derrotada pelo Flamengo, no Maracanã.

Na semana anterior o clube havia demonstrado preocupação com a segurança dos jogadores. Após a diretoria pedir reforço de segurança, viaturas da Polícia Militar passaram a fazer plantão na porta da Academia. Na quinta-feira, membros da torcida organizada Mancha Alviverde foram ao centro de treinamento para conversar com a cúpula alviverde e tiveram um encontro com o diretor de futebol Alexandre Mattos, cujo trabalho foi contestado.  

Apesar de não divulgar o cronograma de atividades, o Palmeiras deve dar folga aos jogadores nesta segunda-feira. A Academia de Futebol será utilizada pela seleção olímpica, que se prepara em São Paulo para amistosos nos próximos dias contra Colômbia e Chile, no estádio do Pacaembu. O time de Felipão deve se reapresentar apenas na terça-feira para iniciar a preparação da semana.

O Palmeiras acumula no Brasileirão sete rodadas consecutivas sem vencer. Com um jogo a menos do que os demais concorrentes, a equipe ocupa a quarta posição. Os próximos compromissos serão no sábado, em Goiânia, contra o Goiás, às 21h, e depois o time receberá na terça-feira, dia 10, o Fluminense, no Allianz Parque, em jogo atrasado da competição. Desde a volta do torneio após a Copa América, o Palmeiras não venceu mais no Nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.