Pedro Souza/Atlético-MH
Pedro Souza/Atlético-MH

Por tríplice coroa, Atlético-MG abre final da Copa do Brasil apostando em estádio lotado

Atual campeão mineiro e embalado pela conquista do Brasileiro, time de Cuca encara o Athletico-PR que neste ano levantou o título da Copa Sul-Americana

Redação, Estadão Conteúdo

12 de dezembro de 2021 | 05h00

Com o objetivo de conquistar o segundo título da Copa do Brasil na história, Atlético-MG e Athletico-PR se enfrentam hoje, às 17h30, no Mineirão, no primeiro jogo da final. Os mineiros apostam na força da torcida que vai lotar o estádio para abrir vantagem. Já os paranaenses querem um resultado que permita conquistar o título na partida de volta, na quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Campeão da Copa do Brasil em 2014, o Atlético-MG vem embalado pela conquista do Brasileirão, após um jejum de 50 anos. A equipe do técnico Cuca apresentou um futebol vistoso, técnico, coletivo, que para muitos, é o melhor do País. A chance de igualar o Cruzeiro com a Tríplice Coroa é outro fator de motivação. Em 2003, o rival atleticano levantou os troféus do Mineiro, Brasileiro e da Copa do Brasil.

“Será um jogo duro contra o Athletico-PR, contra o Alberto (Valentim). Pau a pau, meio a meio. Mas se temos metade da chance, vamos trabalhar em cima dela para buscar”, afirmou Cuca, que trabalhou com o agora rival em duas passagens pelo Palmeiras.

Já o Athletico-PR lutou contra o rebaixamento no Brasileirão por ter concentrado suas atenções na Copa do Brasil e Sul-Americana, torneio no qual se tornou o primeiro time brasileiro a somar dois títulos, após vencer o Red Bull Bragantino na final. Um novo título coloca a equipe paranaense, que foi campeão em 2019, no hall das maiores do País.

“O calendário brasileiro é muito longo, desgastante, mas conseguimos conquistar a Sul-Americana e agora são os dois últimos jogos do ano. Espero que possamos fazer mais um grande trabalho para ganhar outro título”, disse o uruguaio David Terans.

O duelo dos campeões promete colocar frente a frente o poderoso ataque mineiro, liderado por Hulk, diante do setor defensivo muito bem armado dos paranaenses, com orientação do experiente zagueiro Thiago Heleno.

O técnico Cuca possui várias opções para escalar o time titular. No meio de campo, Jair e Tchê Tchê disputam uma vaga, enquanto Diego Costa e Zaracho não sabem que vai entrar desde o início da partida.

Alberto Valentim, que pode conquistar o segundo título em 45 dias no cargo, vai, mais uma vez, apostar na força de seu meio de campo, composta por cinco jogadores fortes na marcação, mas possuidores de técnica para avançar e criar oportunidades. “Não é uma regra para ser campeão, mas decidir em casa acredito que possa ser uma vantagem. Vai depender do primeiro jogo, são duas finais, 180 minutos de entrega total”, afirmou o treinador.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG x ATHLETICO-PR

ATLÉTICO-MG – Everson; Mariano, Junior Alonso, Réver e Guilherme Arana; Allan, Jair, Nacho Fernândez e Zaracho; Keno e Hulk. Técnico: Cuca

 ATHLETICO-PR – Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Hernàndez; Marcinho, Léo Citadini, Erick e Abner; Nikão, Renato Kayzer (Pedro Rocha) e Terans. Técnico: Alberto Valentim.

ÁRBITRO – Bruno Arleu de Araújo (RJ).

HORÁRIO – 17h30.

LOCAL – Mineirão, em Belo Horizonte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.