Marcos Brindicci/Reuters - 14/12/2014
Marcos Brindicci/Reuters - 14/12/2014

Porcentagem faz Racing rejeitar proposta do São Paulo por Centurión

Clube quer manter participação sobre os direitos do jogador e admite que mesmo a negativa não deve impedir a venda

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

27 de janeiro de 2015 | 14h02

Apesar de ter ficado seduzido com a proposta de quase R$ 13 milhões, o presidente do Racing, Victor Blanco, telefonou ao São Paulo e disse que não aceitaria a oferta para vender o jovem meia Centurión, de 22 anos, ao clube brasileiro. Em entrevista à Fox Sports da Argentina, o dirigente disse que a negativa não significa o fim das conversas.

"No contrato tem uma cláusula de saída, mas falei com o jogador que, de forma conjunta, vamos defender os interesses do Racing e dele. O jogador tem a melhor pré-disposição para defender o clube, por isso o Racing rejeitou a oferta por esse valor", disse o presidente do Racing.

O São Paulo acredita que os argentinos queiram barganhar um valor melhor ou então manter um porcentual maior dos direitos econômicos do jogador. A proposta do clube é por 70% de Centurión; o Racing quer o mesmo valor por apenas 60%.

A diretoria do São Paulo só irá se pronunciar após o término das tratativas, mas existe confiança no acerto pelo fato do jogador já ter manifestado seu desejo de se transferir. O próprio presidente do Racing admite que dificilmente terá condições de frear a negociação.

"Ofereceram um salário seis vezes superior ao que ele ganha aqui, não dá para competir. A sensação é de que não temos muita alternativa, o jogador está decidido a sair... Mas ele quer sair bem, não mal", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.