Paulo Novais/Efe
Paulo Novais/Efe

Porto aproveita erros do Arsenal e vence em casa na Liga

Goleiro reserva Fabianski falha por duas vezes e prejudica o time inglês na partida em Portugal

AE, Agencia Estado

17 de fevereiro de 2010 | 19h58

O Porto aproveitou os vacilos da defesa do Arsenal nesta quarta-feira e saiu na frente no primeiro duelo das oitavas de final da Liga dos Campeões. Jogando em casa, os portugueses venceram por 2 a 1, e abriram vantagem para o jogo de volta, no dia 9 de março.  

 

Veja também:

LIGA DOS CAMPEÕES - lista Resultados

BLOG DA LIGA - forumFotos, notícias e bastidores

O time de Portugal, do brasileiro Hulk, joga por um empate na próxima partida ou até por uma derrota por apenas um gol de diferença, se marcar ao menos dois gols na casa do rival. O Arsenal fica com a vaga se vencer por 1 a 0 ou por um placar mais largo, caso leve algum gol do adversário. Se houver um novo 2 a 1, a classificação será definida na prorrogação, que poderá ser seguida de pênaltis.

O time inglês entrou em campo nesta quarta com oito desfalques, incluindo o atacante russo Arshavin. Contudo, o titular que mais fez falta foi o goleiro Almunia, lesionado. Seu substituto, o reserva Fabianski, foi protagonista de dois erros, que deram a vitória ao Porto nesta quarta.

O primeiro deles aconteceu logo aos 11 minutos de jogo. O goleiro não cortou cruzamento rasteiro de Varela, em chute despretensioso, e ainda empurrou a bola para dentro do gol. Apesar do gol contra, o árbitro deu a autoria para Varela. 

O segundo erro ocorreu no início da segunda etapa. Aos 6, o zagueiro Sol Campbell recuou a bola e Fabianski fez a defesa com a mão. Na cobrança do tiro livre indireto, Micael rolou rapidamente para Falcão, que mandou com tranquilidade para o fundo das redes, enquanto o goleiro estava de costas para o gol.

O gol do Porto veio depois que Campbell havia empatado a partida antes do intervalo. Aos 18, o defensor completou jogada de Rosicky e cabeceou para as redes. O zagueiro não disputava uma partida da Liga há quatro anos.

Após o segundo gol dos donos da casa, o Arsenal tentou buscar novamente a igualdade, imprimindo forte pressão nos minutos finais do jogo. No entanto, não foi bem-sucedido e ainda levou alguns sustos com os contra-ataques do Porto.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLiga dos CampeõesPortoArsenal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.