Porto e Benfica fazem clássico decisivo e recheado de história

Partida ocorre no Estádio do Dragão, coloca frente a frente os dois melhores times e define quem assumirá a liderança do Português

O Estado de S. Paulo

14 de dezembro de 2014 | 09h00

O cenário é conhecido há anos, mas mesmo assim, a expectativa sempre é imensa antes de cada clássico. Para o jogo deste domingo, Porto e Benfica se enfrentam pelo Campeonato Português em busca da liderança do torneio. O jogo, que acontece no Estádio do Dragão, vai definir se os encarnados continuam na liderança, ou se os anfitriões assumirão a ponta da tabela.

Depois de decepcionar e ser eliminado ainda na primeira fase da Liga dos Campeões, o Benfica volta suas forças ao Campeonato Português. O time comandado por Jorge Jesus, que sequer pegou vaga na Liga Europa, terá tempo para se preparar em busca de aumentar a vantagem de 31 pontos e conquistar o que seria um 34º título.

Maior vencedor do torneio, o time encarnado conta com seu ataque para continuar na liderança. Com 28 gols marcados em apenas 12 jogos, a equipe tem o maior número de tentos da competição. Principal jogador da temporada do time, Anderson Talisca foi confirmado para o clássico após sentir o joelho no meio da semana.

Do outro lado, o Porto conta com a eficiência de sua defesa e com a força da torcida. Ao todo, o time tomou apenas cinco gols no torneio e espera manter o histórico com os brasileiros Fabiano, Danilo, Maicon e Alex Sandro no setor defensivo para melhorar o seu já ótimo histórico.

Além da defesa, o outro trunfo da equipe está em seu camisa 9. O colombiano Jackson Martínez é o artilheiro do Campeonato Português com 10 gols marcados e luta para se afastar de Talisca na briga, que possui oito tentos.

CLÁSSICO HISTÓRICO

Mesmo que o maior clássico de Portugal seja entre Benfica e Sporting, o Porto entrou na briga com o time encarnado pelo número de títulos conquistados nos últimos anos. 27 vezes campeão do torneio ao todo, o clube alviazul se sai melhor em confrontos diretos contra o Benfica. Ao todo, o time venceu 89 vezes, empatou 56 e perdeu em 85 oportunidades.

Ciente da importância do clássico, o treinador espanhol Julen Lopetegui exigiu o máximo de seus jogadores nos treinos antes de seu primeiro jogo contra o Benfica. "Trabalhamos com a intensidade e paixão que um jogo como este merecem. Já me disseram o que representa esta partida. É um clássico, um dos grandes jogos do futebol mundial, vividos sempre com muita paixão e emoção", disse em coletiva.

Mais acostumado ao jogo, o técnico do Benfica, Jorge Jesus, crê que o Campeonato Português deve ser colocado em primeiro lugar. "Não é o jogo mais importante da temporada. Os clássicos têm mais expressão do que os outros jogos, mas só valem três pontos. É um jogo entre duas grandes equipes, com uma grande qualidade individual, ao nível dos melhores campeonatos do mundo. Vai ser um espetáculo de qualidade", afirmou.

A partida, que nos últimos anos teve brasileiros em destaque como Jardel, David Luiz, Deco e Hulk, está marcada para começar às 18h. Caso o Porto vença, chegará aos mesmos 23 pontos do Benfica, mas passará o rival pelo saldo de gols. Se o Benfica sair com o resultado fora de casa, o clube abrirá seis pontos de diferença para o time comandado por Lopetegui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.