Porto pode jogar sem brasileiros

O Porto joga neste domingo contra o Bragança em busca de paz. O mais importante time português dos últimos anos vive fase crítica, que se tornou intensa com a derrota de 1 a 0 para o Paços Ferreira, segunda-feira, pelo campeonato nacional. A torcida ficou revoltada, agrediu jogadores e provocou o afastamento dos brasileiros Pena, Esquerdinha e Rubens Júnior. O trio carregou a culpa pelo mau resultado e foi acusado de relaxar no preparo físico.A situação ficou tensa durante a semana e só acalmou na tarde de sexta-feira, quando Pena e Esquerdinha tiveram permissão do técnico Fernando Santos de treinar com o resto do elenco. Ambos pediram desculpas pelas falhas, foram perdoados, mas não receberam a garantia de que entrariam em campo neste domingo, na partida pela Copa de Portugal. Com Rubens Júnior não houve clemência e ele precisou voltar para o Brasil.O Porto não está fora da briga pelo título nacional - tem 38 pontos, sete a menos do que o líder Boavista. No entanto, prefere concentrar-se na Copa, em que é candidato forte. Mas não favorito. O próprio Boavista continua no páreo e visita o Moreirense nas quartas-de-final. O Sporting, atual campeão da Primeira Divisão, joga na segunda-feira contra o Famalicão. O outro jogo da série, marcado também para este domingo, terá o Paços Ferreira jogando em seu campo contra o Marítimo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.