Porto procura Fifa por causa de negociação de brasileiro

Portugueses querem compensação financeira maior pela transferência de Paulo Assunção ao Atlético de Madrid

EFE,

13 de julho de 2008 | 12h51

O Porto (Portugal) prepara a documentação necessária para apresentar uma queixa à Fifa por causa da transferência do meio-campo brasileiro Paulo Assunção ao Atlético de Madrid (Espanha), com o objetivo de conseguir uma compensação financeira maior.A imprensa portuguesa informou neste domingo que o clube argumentará que teve de fazer várias contratações para cobrir a vaga deixada pelo jogador e que essas negociações superam os 600 mil euros recebidos em compensação pela saída de Paulo Assunção.O meia brasileiro deixou o Porto amparado pela Lei Webster, que permite que um jogador se desvincule unilateralmente de um clube após pagar o restante do valor de seu contrato.O Porto alegará à Fifa que o jogador era uma peça chave em sua equipe para conseguir o tricampeonato português e que sempre foi titular, apesar das mudanças de treinadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.