Porto volta a golear o Spartak e avança na Liga Europa

O Porto deu nesta quinta-feira mais um passo para confirmar a sua temporada quase perfeita. Campeão português com cinco rodadas de antecipação, a equipe dos brasileiros Helton e Hulk goleou o Spartak de Moscou por 5 a 2 na Rússia e se classificou às semifinais da Liga Europa. Agora, os portugueses esperam quem passar de Villarreal e Twente.

AE, Agência Estado

14 de abril de 2011 | 16h05

A vitória desta quinta-feira torna-se mais expressiva quando associada ao resultado do jogo de ida, em Portugal: 5 a 1 para o time da casa. Desta forma, o Porto conseguiu somar 10 a 3 no placar agregado, despachando os russos da competição. De quebra, reafirmaram a ultrapassagem de Portugal sobre a Rússia no ranking da Uefa, o que garante aos lusos uma vaga a mais na Liga dos Campeões já na próxima temporada. Benfica e Braga podem fazer a outra semifinal.

O quarto gol do Porto nesta quinta-feira foi marcados por Falcão Garcia, que chegou ao seu 11º na Liga Europa, competição da qual é artilheiro disparado. Ruben Micael, Guarín, Cristian Rodriguez e Hulk também marcaram para os visitantes. O brasileiro Ari, saído do banco de reservas, e Dzyuba fizeram para os russos - o último, autor do gol mais bonito do jogo, com dois dribles desconcertantes.

O Porto agora foca suas atenções na Copa de Portugal, competição na qual está nas semifinais. No jogo de ida, em casa, perdeu para o rival Benfica por 2 a 0. Agora precisa reverter o placar na quarta-feira que vem para seguir tentando a tríplice coroa na temporada.

Já o Spartak tenta juntar os cacos no Campeonato Russo, competição na qual é vice-lanterna, com apenas quatro pontos em quatro jogos. Com a eliminação na Liga Europa, crescem as chances de que Alex seja liberado para negociar com o Corinthians. Além dele, também jogaram pelo time de Moscou nesta quarta-feira os brasileiros Welliton, Rafael Carioca, Ari e Ibson, que começou no banco e entrou na metade do segundo tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.