Portsmouth pode sair da concordata em tempo curto

O Portsmouth ganhou um respiro na sua luta pela sobrevivência com a possibilidade de sair da concordata nas próximas semanas. O processo na Corte Suprema por conta das dívidas do clube inglês com a receita britânica foi suspenso na terça-feira.

AE, Agencia Estado

16 de março de 2010 | 10h54

O clube passou a ficar sob administração judicial no final de fevereiro. A medida teve o intuito de proteger os credores da equipe, depois que as tentativas de reestruturação fracassaram e também para evitar o aumento da dívida do Portsmouth.

Agora, a equipe não corre mais o risco de ser fechado pela receita britânica e está em busca de um comprador para reestruturá-lo. Apesar da boa notícia, o Portsmouth, que foi goleado pelo Liverpool por 4 a 1 na segunda-feira, está na lanterna do Campeonato Inglês e deverá ser rebaixado para a segunda divisão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortsmouthdívidas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.