Portugal: Felipão chama Figo e Costinha de "puxa-sacos"

O técnico Luís Felipe Scolari reagiu com bom humor aos pedidos dos jogadores para que ele permaneça no comando da seleção portuguesa após a Copa do Mundo da Alemanha. Ele considera os jogadores Figo e Costinha, os que tornaram pública a sua preferência pelo treinador brasileiro, como dois "puxa-sacos"."Eles são dois grandes puxa-sacos. Não têm nada de ficar falando desta forma", disse o técnico, em entrevista coletiva após o treino desta sexta-feira em Marienfeld, na Alemanha, onde o time está concentrado e se preparando para a partida deste Sábado contra o Irã, em Frankfurt, às 10 horas (de Brasília).A escolha do novo técnico de Portugal será definida após a Copa. Felipão tem contrato com a federação portuguesa até o final do torneio e dirige a equipe há quatro anos. Antes disso, havia comandado a seleção brasileira na conquista do pentacampeonato mundial na Copa da Coréia do Sul e do Japão, em 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.